Foto: Eduardo Deconto

O diretor jurídico do Grêmio, Nestor Hein, colocou o seu cargo à disposição do presidente Romildo Bolzan após o rebaixamento do clube à Série B do Brasileirão. A informação foi confirmada pelo próprio diretor ao ge.

De acordo com o advogado, o motivo para sua decisão é deixar o mandatário à vontade para uma reformulação após o rebaixamento, embora o futebol não seja a sua área.

Ele entende que o clube precisa refletir num contexto geral – e afirma que isso já ocorreu – e que o rebaixamento é uma prova que equívocos internos.

Até as primeiras horas desta segunda-feira nenhuma decisão foi tomada. O panorama poderá seguir assim, caso o presidente entenda que Hein deva permanecer.

No último domingo, o vice-presidente de futebol Denis Abrahão aceitou o convite do presidente Romildo para seguir no cargo. Nesta segunda-feira, o Conselho de Administração se reunirá para decidir outros passos para a temporada 2022 do clube.

Está na pauta do encontro a continuidade ou não do técnico Vagner Mancini, do executivo Diego Cerri e do coordenador Marcelo Oliveira – os dois últimos, principalmente, podem deixar o clube.



Veja também