Contratado pelo Grêmio em 2020, Diogo Barbosa alternou momentos no clube gaúcho e atualmente é reserva com Felipão. A tendência é que, até o final de 2021, o o lateral-esquerdo não atinja o número de jogos necessários que obriga o clube gaúcho a comprar mais um percentual dos direitos do jogador.

O Grêmio pagou cerca de R$ 10 milhões por 25% dos direitos do lateral-esquerdo. O contrato diz que o clube precisará pagar mais 750 mil euros (R$ 4,5 milhões) por 12,5% dos direitos econômicos se o lateral atuar em 60% dos compromissos do Tricolor na temporada.

Diogo jogou 18 das 41 partidas do Grêmio na temporada 2021, ou 43,9% até o momento. O Grêmio tem mais 29 partidas por disputar — mais, se avançar de fase na Copa do Brasil. Em um universo de 70 duelos, Diogo teria de jogar em 42. Ou seja, precisaria entrar em campo em 24 dos próximos 29 compromissos, ou mais de 80%.

Algo considerado improvável até mesmo internamente no clube. A direção já trabalha com a ideia de não precisar fazer mais esse investimento na temporada por conta desses números envolvidos. A cláusula não é cumulativa, mas tem gatilho semelhante em 2022.

Diogo Barbosa em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Diogo Barbosa em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Recentemente, o presidente Romildo Bolzan Júnior se manifestou sobre o assunto em transmissão ao vivo para as mídias do clube.

– Não faço a avaliação publicamente. O que mais desejo é que (Diogo Barbosa) dê resultados para nós em campo. O Grêmio tem uma situação progressiva de desempenho em relação aos custos. Havia necessidade de mais um lateral-esquerdo, as circunstâncias nos levaram, mas ele já deu grandes resultados. Embora sem ser titular absoluto, contribuiu muito. Depende dos méritos que forem alcançados – apontou o dirigente.

No momento, Cortez ocupa a vaga de titular com Felipão, embora também contestado. Guilherme Guedes, formado na base e mais pedido pela torcida, foi o titular e fez gol contra o América-MG.

Ao mesmo tempo, o técnico observa o jovem Cuiabano, de apenas 18 anos, nos treinamentos. O lateral atuou no Gre-Nal pelo Brasileirão sub-20 na segunda-feira, empatado em 2 a 2.

No duelo com o Vitória nesta terça-feira, o primeiro das oitavas de final da Copa do Brasil, Bruno Cortez retoma a titularidade. A partida começa às 21h30, no Barradão.



Veja também