Diogo Barbosa garante que é possível “esquecer” por algumas semanas a final da Copa do Brasil que o Grêmio disputará no início de fevereiro. Tudo pelo foco total no Brasileirão. O lateral pede concentração nos quatro confrontos diretos que estão por vir e lembra que a competição tem apresentado surpresas.

Só na última rodada, por exemplo, o líder São Paulo perdeu para o Bragantino e o Flamengo levou a virada do Fluminense nos últimos minutos da partida. Isso serve de alerta ao Tricolor, mas também de combustível para pensar na ponta da Série A.

– O Brasileiro está muito competitivo. A gente sabe que não está dando para você apostar numa vitória de algum time, porque sempre tem acontecido resultados que ninguém esperava. Então, não dá muito para a gente falar dos outros. Temos que falar de nós, temos um foco, um objetivo na competição, que passa pela vitória de amanhã (sábado), vencer os confrontos diretos. Estamos nos preparando para isso, precisamos fazer grandes resultados para a gente ter um norte na competição, que é muito importante para nós – garante Diogo.

Diogo Barbosa em treino do Grêmio antes de pegar o Fortaleza — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Diogo Barbosa em treino do Grêmio antes de pegar o Fortaleza — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

O mês de janeiro será de foco total no Brasileiro. Mesmo com as finais da Copa do Brasil no horizonte, o lateral garante que é possível deixar de lado a decisão futura com o Palmeiras para encarar os jogos imediatos. O próximo é o confronto como Fortaleza neste sábado, às 21h, no Castelão.

– Lógico que dá (para não pensar na Copa do Brasil). Está distante ainda os jogos finais da competição. Nosso foco é só o Brasileiro. Temos que vencer esse jogo (contra Fortaleza), superimportante para nossa sequência do campeonato. Depois virão confrontos diretos, precisamos vencer para ter uma noção do que nos espera na sequência da competição – completa.

Diego Souza, Jean Pyerre, Kannemann e Vanderlei foram preservados da viagem à capital cearense e não jogam. O provável time tem: Paulo Victor; Victor Ferraz, Rodrigues, David Braz e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Matheus Henrique, Alisson, Pinares e Pepê; Diego Churín.



Veja também