Foto: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio

Everton quer aproveitar todas as oportunidades para mostrar a Renato Portaluppi que pode ganhar uma das vagas no ataque para a decisão da Libertadores da América, contra o Lanús. Por enquanto, ele segue atrás de Fernandinho na disputa, embora tenha a aprovação de maior parte da torcida.

No treinamento desta quinta-feira (16), do qual não participaram os jogadores que iniciaram contra o São Paulo, na véspera, Everton foi um dos destaques. Na entrevista coletiva, demonstrou que encara a disputa com naturalidade.

— Estou bem tranquilo em relação a isso. É um passo de cada vez. Não posso atropelar as coisas. Tenho que respeitar o companheiro que está jogando — disse.

Se for levado em conta o desempenho no Brasileirão, Renato terá sérias dificuldades para tomar a sua decisão. Fernandinho, que marcou nove vezes, é o goleador do time no campeonato. Só que Everton vem logo abaixo na tabela, com oito gols.

— O professor (Renato) passa para a gente que não existem titulares ou reservas e, sim, os onze que começam jogando. Está mais do que provada a qualidade do grupo — afirma Everton.

Perguntado sobre o que pode ser determinante para não assumir a titularidade, mostra humildade:

— Fernandinho vinha jogando há mais tempo como titular. Não posso querer atropelar as coisas. Não é à toa que ele é o goleador na competição.

Ele ainda não sabe se participará da viagem para enfrentar o Santos. Nessa partida, dada a proximidade do primeiro confronto com o Lanús, atuarão apenas os reservas. Renato, que não viajará, comandará um treinamento para os titulares na manhã de domingo, no CT Luiz Carvalho.



Veja também