O que precisava ser trabalhado, já foi assimilado pelos jogadores. O último treino do Grêmio antes de enfrentar o Pachuca nesta terça-feira, pela semifinal do Mundial de Clubes, foi marcado pela descontração. Renato comandou apenas um rachão no estádio Tahnoun Bin Mohammed, sem esboçar o time titular que enfrenta o Pachuca.

A atividade contou com todo o grupo. Bressan e Bruno Rodrigo, baixas no treino de domingo, participaram normalmente do trabalho. O primeiro tinha apresentado uma contratura na coxa direita, enquanto Bruno Rodrigo se recuperava de uma entorse no tornozelo esquerdo. Kannemann, livre da gripe, já havia trabalhado no domingo.

Renato conversa com o grupo antes do rachão (Foto: Eduardo Moura)

A ausência no recreativo foi de Renato Gaúcho. O treinador sentiu um problema no joelho direito e não participou da atividade com os jogadores, como de costume. No sábado, retornou ao hotel que serve de quartel-general da delegação em Al Ain com uma bolsa de gelo no local.

Renato, entretanto, entrou na roda de altinha, ainda no aquecimento dos jogadores. Ao seu estilo, descontraiu o ambiente e arrancou gargalhadas do grupo. Depois, teve uma reunião com os jogadores até iniciar o rachão.

Para o duelo com o Pachuca, a tendência é que o Grêmio atue com Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Jaílson, Michel, Ramiro, Luan e Fernandinho; Lucas Barrios.

O Tricolor estreia no Mundial nesta terça-feira, às 15h (horário de Brasília), contra o Pachuca, no Hazza Bin Zayed, em Al Ain. O vencedor estará no final e enfrentará o ganhador entre Real Madrid x Al Jazira, que se enfrentam na quarta, no mesmo horário. A decisão será disputada no sábado, às 15h (horário de Brasília), no Zayed Sports City, em Abu Dhabi.



Veja também