Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

O vice de futebol do Grêmio, Dênis Abrahão, negou que o elenco atual seja “curto”, mesmo após Roger Machado voltar a frisar a necessidade de mais reforços para a equipe. Na tarde deste sábado, o time ficou no empate em 1 a 1 contra o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale, após mais uma atuação fraca.

Destacou que o “elenco não é curto”, e exemplificou com a quantidade de volantes de primeira função à disposição de Roger. “Fazer mais com menos é oportunizar a evolução desses jogadores. Precisamos ter atitudes para poder ser multifuncionais”, afirmou.

Questionado sobre Diego Churín, afastado por indisciplina após a eliminação para o Mirassol na Copa do Brasil, Abrahão foi enfático. Disse que o clube irá manter a punição do atleta mesmo que seja confirmada a lesão de Diego Souza e o eventual desfalque do centroavante no clássico. “Não iremos rever a nossa posição, porque iríamos contra aquilo que está em contrato. Ela é fundamental, exemplar e oportuna, de acordo com o que aconteceu”, frisou.

Agora, o Grêmio volta a campo na quarta-feira, quando enfrenta o Inter no clássico Gre-Nal 435, às 21h. A partida é jogo atrasado válido pela 9ª rodada do Gauchão, já que foi adiado após torcedores do Inter arremessarem pedras contra o ônibus gremista.



Veja também