Renato Gaúcho aproveita ao máximo as férias no Rio de Janeiro e evita falar de futebol. Nesta semana, porém, abriu exceção e comentou sobre o assédio a Luan, o interesse do Flamengo em contratá-lo e a lista de reforços que deixou para a direção do Grêmio.

Sem entregar nomes, Renato revela que deixou uma listagem pronta para o presidente Romildo Bolzan Jr. Contudo, disse que não se envolve nas negociações. Apenas acompanha, de longe, a movimentação da direção e mantém contatos esporádicos.

— Deixei uma lista de alguns jogadores. De vez em quando falo com o presidente ou pessoas responsáveis pelo clube. Acima de tudo, são minhas férias — comenta em contato com o SporTV, durante um dia de praia no Rio.

Renato Portaluppi, técnico do Grêmio, passa as férias no Rio de Janeiro — Foto: Reprodução

Renato Portaluppi, técnico do Grêmio, passa as férias no Rio de Janeiro — Foto: Reprodução

A única expectativa é que o elenco não perca força para buscar títulos em 2019. O treinador considera normal o assédio aos principais jogadores da equipe, como Luan, mas espera que a base seja mantida:

— Minha opinião já deixei dito, antes das férias. É uma coisa normal. O grupo do Grêmio ficou muito valorizado pelas últimas conquistas. Todo grande jogador sempre é valorizado. Não só o Luan, mas outros.

Renato ainda falou da negociação com o Flamengo antes de renovar com o Tricolor. A portas da Gávea seguem abertas, segundo ele, mas para depois do final de contrato com o Grêmio – o vínculo vai até o final de 2019.

— Pessoal me tratou super bem. Tivemos uma reunião maravilhosa — afirmou. — Estou muito bem no Grêmio. Sou gremista. Tenho um carinho muito grande pelo clube. Esse sonho (treinar o Flamengo) vai chegar, mas não foi dessa vez.

Renato renovou o contrato, em novembro, por mais uma temporada. A reapresentação do Grêmio está marcada para 3 de janeiro.



Veja também