Criticado, Douglas cita perda da força da equipe com ineficiência do ataque

Camisa 10 diz que a falta de eficiência no ataque acaba causando cansaço e com isso, falta de marcação

25 de fevereiro de 2016 - Às 20:23

25-abr-2015---douglas-concede-entrevista-coletiva-apos-treinamento-do-gremio-1429971434871_956x500

O começo de ano do Grêmio já após praticamente dois meses, não é bom. O Tricolor vem de três derrotas nas últimas quatro partidas e está próximo de uma sequência decisiva na temporada. O meia Douglas carrega o peso de ser o camisa 10 do time. Foi poupado na derrota para o São Paulo-RS na quarta.

O jogador vê que o problema da marcação vem da falta eficiência no ataque e o posterior cansaço devido as tentativas frustradas de setor ofensivo:

– É difícil explicar, mas não estamos fugindo muito do que a gente fazia. Nos dedicamos e trabalhamos como sempre fizemos. Perdemos alguns gols e isso dificulta durante a partida. Em seguida somos surpreendidos e tomamos um gol. Jogar contra equipes menores é bem difícil. Eles se fecham e dificultam os espaços. Acho que o que está diferenciando é a falta do gol, acaba tirando a confiança e a gente acaba perdendo a força de tanto insistir – comentou o jogador.

O jogador vem sendo alvo de críticas da torcida pois não estaria tendo um bom rendimento em campo. Na última partida, na Arena, o jogador chegou a discutir com torcedor na saída de campo. O camisa 10 também diz não estar na forma ideal, ainda:

– Não sei dizer (razão da relação de amor e ódio), mas não vou entrar muito em detalhes sobre isso. Vou continuar da mesma forma, me dedicando, trabalhando, às vezes as coisas acontecem e dão certo, às vezes não. A torcida tem direito de aplaudir e vaiar. A gente sente um pouco, por mais que tenha bastante tempo para fazer a pré-temporada, a sequência já é desgastante, com viagem e tudo mais. Vamos ganhando força aos poucos, ganhando ritmo, para poder aguentar a sequência – completou Douglas.



Veja também