Foto: Lucas Bubols

O Grêmio se aproxima da grande decisão da temporada até o momento: a semifinal da Libertadores, diante do Flamengo. O técnico Renato Gaúcho, porém, já trabalha com possíveis baixas para os confrontos de ida e volta, além de outros desfalques que sequer voltarão a atuar em 2019.

Dos recém-chegados ao departamento médico do clube, estão Jean Pyerre e Bruno Cortez. Outros companheiros já habitam o setor do CT Luiz Carvalho, como Pedro Geromel, Felipe Vizeu e Leonardo.

Por outro lado, Léo Moura é reforço. O lateral-direito fez seu primeiro treino com bola nesta segunda-feira, após se recuperar de lesão muscular. Com isso, menos um no DM.

Confira abaixo a situação dos lesionados:

Bruno Cortez

No último sábado, na vitória por 3 a 0 sobre o Santos, na Vila Belmiro, o técnico Renato Gaúcho perdeu Cortez no intervalo por causa de desconforto muscular. Para evitar que a situação se agravasse, o treinador optou pela entrada de Juninho Capixaba na volta para o segundo tempo.

Cortez sentiu a panturrilha esquerda. Um exame de imagem descartou lesão nesta segunda. Ele fará um tratamento especial até o jogo contra o Flamengo, na próxima semana, pela Libertadores. Por isso, vira dúvida para os jogos contra Avaí e Fluminense, na próxima quinta e domingo, respectivamente.

Jean Pyerre

O caso de Jean Pyerre não é tão simples. O meia sentiu dores no treino da última sexta e teve lesão confirmada no músculo reto femoral da coxa direita. O tempo de parada é estimado entre 20 a 30 dias.

Com isso, o meia “aparentemente” está fora dos dois jogos da semifinal da Libertadores, de acordo com o diretor de futebol Deco Nascimento. Os confrontos na Arena e no Marcanã estão marcados para os dias 2 e 23 de outubro, respectivamente.

Geromel

O capitão gremista se recupera do mesmo problema de Jean Pyerre. A previsão era que o zagueiro ficasse à disposição em três semanas, o que abre uma possibilidade de enfrentar o Flamengo.

Porém, Geromel deve ser desfalque por, pelo menos, mais duas semanas. Portanto, ficaria de fora do jogo de ida contra o Flamengo. Caso siga vetado, David Braz será o parceiro de Kannemann.

Felipe Vizeu

Rompeu os ligamentos do joelho esquerdo no empate do Grêmio contra o Bahia, pela Copa do Brasil, no dia 10 de julho. O atacante passou por uma artroscopia no local e está próximo de retornar. Mas ainda tenta corrigir uma atrofia muscular na perna esquerda.

Emprestado até dezembro deste ano pela Udinese, Vizeu terá que aproveitar os meses que restam para provar ao Grêmio que vale a pena estender seu contrato.

Leonardo

Um dos casos mais graves no departamento médico. O lateral rompeu o ligamento cruzado posterior do joelho direito contra o Athletico, pelo jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil.

Após analisar os exames, o DM havia optado pela cirurgia. Porém, o procedimento ainda não foi realizado. Conforme os médicos do clube, o joelho do jogador já desinchou e apresentou leve melhora. Por enquanto, faz apenas tratamentos conservadores. O clube não divulgou tempo de parada, mas o lateral deve ficar fora do restante da temporada.

Marcelo Oliveira

Atualmente, Marcelo Oliveira se recupera de uma grave lesão no joelho direito que demandou cirurgia. O defensor rompeu o ligamento patelar, o ligamento cruzado anterior e o ligamento colateral lateral no empate em 0 a 0 com o Juventude, pela semifinal do Gauchão, em 28 de março.

O Grêmio não divulgou o tempo de recuperação do jogador, mas lesões como esta, estima-se, duram seis meses. A tendência é que volte apenas em 2020. Ainda assim, o clube renovou recentemente seu contrato até dezembro do ano que vem.



Veja também