Confira as mudanças no regulamento da Libertadores 2017

Regulamento prevê mudanças no cruzamento das oitavas e proibição de mascotes e bebês em campo

20 de janeiro de 2017 - Às 12:08

Além das mudanças já anteriormente divulgadas, como a ocorrência do torneio entre 23 de janeiro de 29 de novembro e o aumento no número de clubes participantes para 44, algumas outras modificações chamam atenção.

Entre elas, o chaveamento das oitavas de final. Antes, os melhores primeiros colocados da fase de grupos jogavam contra os melhores segundos. Agora, os confrontos serão sorteados aleatoriamente. Portanto, qualquer clube que foi o melhor na sua chave pode enfrentar qualquer segundo colocado.

A Conmebol também anunciou o fim do confronto forçado entre dois times do mesmo país na semifinal, para minimizar a chance de uma decisão entre equipes de uma única nação. Agora, o chaveamento será pré-determinado antes do início das oitavas de final.

Entre as bizarrices, a Conmebol não permite a entrada de jogadores com bebês e crianças em campo. A entidade também proíbe mascotes institucionais e de patrocínio no campo de jogo.

Essa infração tem como punição uma multa de US$ 10 mil (R$ 32 mil) ao clube. Em caso de uma segunda reincidência, US$ 25 mil (R$ 80 mil) de multa.

Para ler o regulamento completo, em espanhol, clique aqui.

Veja abaixo as 7 principais mudanças:
– Cruzamento das oitavas por sorteio, primeiros contra segundos. a partir daí, chave pré-definida até a final.
– Classificação geral da fase de grupos segue sendo critério para quem decide em casa durante todo o mata-mata.
– Deixa de haver cruzamento forçado entre times do mesmo país na semifinal.
– Dos quatro times eliminados na terceira fase (a última antes dos grupos), os dois de melhor campanha apenas nesta fase passarão para a Sula, assim como os terceiros colocados dos grupos.
– Ranking da Conmebol passa a ser o último critério de desempate, acabando com hipóteses de sorteio.
– Três alterações na lista de 30 jogadores inscritos antes das oitavas, outras três antes das semifinais.
– Proibidos mascotes, crianças e bebês em campo.

Fonte: ESPN



Veja também