Complicou

27 de abril de 2011 - Às 01:44
Tricolor joga mal, esquenta a cabeça, árbitro complica e Grêmio perde para o Universidad Católica no Olímpico

Mais uma vez o Grêmio deixou a desejar, e com erros de arbitragem, infantilidade de Borges e péssima marcação, o Tricolor perdeu em casa para o Universidad por 2 a 1 pelo jogo de ida da fase de Oitavas de final da Libertadores.
O Grêmio começou o jogo pressionando e quase abriu o placar após cobrança de escanteio de Douglas. Aos 10 minutos, Douglas recebeu na entrada da área e acertou a trave do goleiro chileno. Na sequência, Silva chutou de fora da área, com perigo a bola saiu.
Borges fez bonita jogada, e dentro da área bateu cruzado, para fora. Aos 16 minutos, Tomas Costa derrubou Rochemback e pisou no rosto do jogador gremista. O árbitro? Nada fez.

Aos 28, Lucas Pratto recebeu na cara do gol em contra-ataque e tocou na saída de Marcelo Grohe. O Grêmio não jogava bem e aos 34 minutos, Borges fez mais uma besteira. No campo de ataque, sem bola, acertou o rosto de um jogador adversário com uma cotovelada. Acabou expulso.

Antes do fim do primeiro tempo, Canette ainda teve grande chance em outra contra-ataque, mas acabou chutando para fora. No último lance da etapa inicial, Douglas cobrou falta e o goleiro espalmou.

A etapa final começou morna, mas Douglas esquentou com um golaço. Aos 13, o meia gremista chutou do meio da rua e acertou o ângulo do gol adversário, empatando o jogo em um golaço. Após o gol, o Grêmio se animou, Lins recebeu lançamento em posição legal, na frente do gol, mas a arbitragem marcou erradamente o impedimento.

Aos 28, a bola aérea castigou o Grêmio mais uma vez. Menezes chegou a linha de fundo e cruzou para Pratto marcar mais uma vez. No fim, Menezes ainda entrou cara a cara com Marcelo e o goleiro evitou o pior.
Vaias ao Grêmio que está em situação complicadíssima no momento e precisará vencer no Chile por dois gols de diferença.

OS GOLS


Veja também