O protocolo adotado pelo Grêmio para o retorno aos treinamentos no CT Luiz Carvalho recebeu elogios da CBF. A rotina dos treinamento em meio à pandemia do coronavírus, distinta do habitual e trabalhada em parceria com o rival Inter, foi compartilhada com a Comissão de Médicos da entidade, como relatou o GloboEsporte.com na última sexta.

O presidente da comissão, Jorge Pagura, valorizou os processos criados em entrevista ao site do clube gaúcho. O dirigente avalia que as medidas de prevenção adotadas pelo Grêmio devem servir de exemplo para outros clubes, sejam do país e de fora, quando ocorrer a retomada do futebol.

O próprio Grêmio, no entanto, deve ser obrigado a suspender novamente as atividades, conforme orientação do novo decreto do governo do Rio Grande do Sul de distanciamento social, que proíbe o funcionamento de clubes esportivos em Porto Alegre.

– Por mais que os treinos continuem ou não, demorem ou não, O Grêmio está completamente preparado. Ele dá um exemplo importante ao Brasil e ao mundo. Ele demonstra a forma tranquila e responsável para que quem estiver no CT com segurança máxima – destacou Pagura.

Everton passa por exame no CT do Grêmio  — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Everton passa por exame no CT do Grêmio — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Médicos de clubes de diferentes regiões, realidade e divisões no futebol brasileiro participaram de uma reunião durante quase quatro horas na noite da última quinta-feira para ouvir experiências de Flamengo, Grêmio e Inter com seus protocolos para testes de Covid-19 e regresso aos exercícios.

Os três clubes aplicaram mais de 500 testes de Covid-19, em atletas, integrantes da comissão técnica e funcionários. Os primeiros resultados podem servir de parâmetro para os médicos identificarem um perfil epidemiológico do futebol brasileiro.



Veja também