Com um a mais, Grêmio joga mal, perde para o CRB e perde sequência invicta

Tricolor segue com 43 pontos e agora ocupa a terceira colocação, atrás de Bahia e Cruzeiro

13 de agosto de 2022 - Às 22:32
Alisson Frazão / Agif/Estadão Conteúdo

O Grêmio deixou a invencibilidade em Maceió. Na noite deste sábado (13), o time de Roger Machado acabou derrotado pelo CRB com dois gols do goleiro Diogo Silva, em cobranças de pênaltis. O resultado deu fim aos 97 dias sem perder do Tricolor na Série B, e derrubou o clube do segundo para o terceiro lugar. Com 43 pontos, o time está 10 pontos atrás do líder Cruzeiro, próximo adversário na competição.

A estratégia de Roger Machado foi a mesma das vitórias sobre Guarani e Operário-PR, mas com uma mudança importante nas peças à disposição. Suspenso, Nicolas permaneceu em Porto Alegre e deu lugar a Diogo Barbosa na equipe que iniciou a partida em Maceió. Lucas Leiva e Villasanti seguiram como a dupla de volantes na proteção de Rodrigo Ferreira, Geromel e Bruno Alves. Biel, Campaz e Guilherme jogaram alinhados atrás de Diego Souza.

O início de jogo se apresentou no pior cenário possível. Logo aos cinco minutos, Biel cometeu falha infantil ao tentar ajudar na marcação. O atacante gremista derrubou Guilherme Romão na área e o juiz assinou o pênalti. O goleiro do CRB, Diogo Silva, fez a cobrança e não deu chances para Brenno. Vantagem da equipe da casa no início da partida.

A primeira finalização do Grêmio veio com Biel. Aos 30 minutos, após ser lançado por Diogo Barbosa, o atacante tentou o drible. Mas errou o lado e acabou sem o melhor ângulo para tentar o chute. No entanto, arriscou com a canhota mesmo assim. Diogo Silva fez a defesa sem dificuldade.

Destaque do CRB no início da partida, Guilherme Romão deixou o Grêmio em vantagem numérica na partida. O lateral, que sofreu o pênalti, pisou no pé de Rodrigo Ferreira e recebeu o cartão vermelho aos 25 minutos, após revisão no VAR. Campaz, aos 31, foi quem melhor aproveitou a vantagem. O meia recebeu um passe de Lucas Leiva entre os marcadores e arriscou o chute. A finalização quase surpreendeu Diogo Silva, mas o goleiro do CRB conseguiu fazer a defesa.

Quando ainda buscava formas de aproveitar a vantagem de ter um jogador a mais, o CRB deu o segundo golpe no Grêmio. Geromel perdeu a bola e deu origem ao contra-ataque dos adversários. O zagueiro acabou tocando com a mão na bola ao tentar cortar a finalização na sequência do lance. Geromel levou o terceiro cartão amarelo, será desfalque na próxima semana contra o Cruzeiro, e segundo pênalti marcado. Diogo Silva novamente mostrou qualidade na cobrança e ganhou de Brenno. Elkeson foi chamado por Roger e entrou na partida no lugar de Lucas Leiva.

A única chance do Grêmio de descontar aconteceu no último minuto do primeiro tempo. Aos 50, após cruzamento dominado por Diego Souza, Biel arriscou de primeira em finalização de dentro da área. A bola saiu pelo lado do gol.

Pressionado pela vantagem do adversário, o Grêmio voltou mais ofensivo para o segundo tempo. Geromel deixou o campo e Bitello entrou na partida. Villasanti passou a formar dupla com Bruno Alves. Com todo o CRB posicionado na frente da própria área, o Tricolor tinha o controle da posse de bola. Mas não encontrava os caminhos para deixar seus atacantes em condições de finalizar.

Diego Souza passou a recuar para tentar dividir a articulação com Campaz. Com os poucos espaços deixados, restava apostar em cruzamentos de Rodrigo Fereira e Diogo Barbosa.

Roger fez o restante das trocas permitidas. Gabriel Silva, Janderson e Thaciano saíram do banco e entraram nos lugares de Campaz, Guilherme e Biel.

As alternativas não tiveram o impacto necessário. A bola seguia de um lado do campo para o outro, mas sem encontrar o caminho da área do CRB onde os jogadores do Grêmio estavam esperando. Apesar da pressão, o time gaúcho não teve forças para recuperar a desvantagem. Um péssimo resultado na rodada que o Cruzeiro também não venceu.



Veja também