Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

Os reservas do Grêmio não tiveram uma noite das mais tranquilas. Encontraram resistência do Atlético-GO, mas explorando bem as jogadas pelas laterais, conseguiram construir vitória por 2 a 1 na noite deste domingo na Arena. Mesmo focado na Copa do Brasil, o Tricolor segue na briga pelo G4 do Brasileirão. 

O Grêmio abriu o placar com gol contra de Dudu, no fim do primeiro tempo. Já na segunda etapa, Gustavo Ferrareis empatou de cabeça. O gol da vitória só foi confirmado após consulta ao VAR. Churín anotou e decretou o triunfo do Tricolor. 

Com o resultado, o Grêmio mantém a perseguição ao G4, na quinta colocação do Brasileirão. Agora, dá um tempo no nacional e volta as atenções para a Copa do Brasil. Na quarta-feira, faz o jogo de volta da semifinal contra o São Paulo, no Morumbi, às 21h30. A equipe joga por um empate para voltar à final da competição depois de quatro anos. 

Gol contra no fim do primeiro tempo deixa Grêmio em vantagem

Visando o confronto pela Copa do Brasil, diante do São Paulo, o técnico Renato Portaluppi mandou a campo uma equipe praticamente reserva para enfrentar os goianos. A dupla de zaga foi formada por Ruan e Paulo Miranda, com o jovem Vanderson na lateral. Na volância, Lucas Silva e Darlan, e o meio campo teve Pinares na armação, com Churín no comando de ataque. 

Desde o início do pimeiro tempo, o Grêmio controlou as ações. Ficou mais com a bola, e não sofreu com a marcação do Atlético-GO, que prometia apertar a saída de bola. Apesar disso, não criou grandes chances de gol. As duas equipes abusaram das jogadas pelas pontas, o que resultou em muitos escanteios na etapa inicial. No entanto, não se converteram em oportunidades para marcar.

A primeira boa chance do Grêmio só saiu aos 30 minutos do primeiro tempo. E ela saiu dos pés do recuperado Alisson, que voltou a ter uma oportunidade de iniciar um jogo após mais de dois meses afastado por conta de uma lesão no tornozelo. Em contra-ataque pela direita, ele recebeu, limpou a marcação e bateu forte, obrigando Jean a espalmar para fazer a defesa e evitar o gol. 

O Grêmio investia especialmente pelo lado direito de ataque, onde Alisson e o lateral direito estreante Vanderson faziam boa partida. E foi justamente ele, aos 43, quem construiu a jogada do gol. Após enfiada de bola de Lucas Silva, o garoto cruzou na medida buscando a pequena área. O lateral Dudu se antecipou a Ferreira e Churín, que fechavam, mas mandou contra o próprio patrimônio, fazendo 1 a 0 e levando o Grêmio em vantagem ao intervalo.  

Grêmio sofre o empate, mas Churín decide 

O técnico Marcelo Cabo precisou sacar o atacante ex-Grêmio Roberson, por conta de lesão. E com a entrada de Janderson, a equipe melhorou e chegou ao empate. Cortez e Ruan bateram cabeça na entrada da área, e Wellington Rato soube aproveitar. Cruzou na medida para a área, e Gustavo Ferrareis venceu a marcação de Vanderson para empatar a partida.

A resposta do Grêmio não demorou a vir. Novamente com Vanderson construindo a jogada, a bola chegou até Pinares, que não fazia bom jogo. No entanto, achou bom passe para Churín fuzilar e marcar. O bandeira chegou a flagrar impedimento do lateral do Tricolor, e o gol só foi confirmado após consulta ao VAR, colocando o Grêmio em vantagem novamente aos 19 minutos da etapa final. 

Depois, o Grêmio administrou a vantagem. Renato até chegou a colocar em campo alguns de seus titulares, mas o cenário da partida pouco mudou. O Atlético-GO esbarrou nas suas próprias limitações e também não conseguiu criar para buscar o empate. Assim, os reservas do Tricolor garantiram a vitória por 2 a 1 e mantiveram a equipe firme na briga pelo G4 do Brasileirão.

Campeonato Brasileiro – 27ª rodada 

Grêmio 2

Vanderlei; Vanderson, Paulo Miranda, Ruan e Bruno Cortez; Darlan, Lucas Silva, Pinares, Alisson e Ferreira; Churín. Técnico: Renato Portaluppi

Atlético-GO 1

Jean; Dudu, Éder, Gilvan e Nicolas; Marlon Freitas, Willian Maranhão, Wellington Rato e Gustavo Ferrareis; Chico e Roberson. Técnico: Marcelo Cabo



Veja também