O Grêmio tem vivido um 2021 bastante turbulento e cheio de problemas. Cenário longe do ideal para jovens se firmarem no time, certo? Nem tanto. No empate com o América-MG e no time provável desta terça-feira, contra o Vitória, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o Tricolor encara a crise com atletas formados em casa, em sua maioria.

Das principais referências do elenco, só Cortez deve estar em campo no Barradão. Geromel viajou com a delegação, mas dificilmente começará a partida, pois se recupera de desconforto no quadril.

A lista de baixas acumula experientes com problemas físicos. Kannemann ainda sente uma pancada sofrida na eliminação para a LDU, há uma semana. Rafinha e Diego Souza deixaram o empate com o América-MG, no sábado, com problemas. Mas o lateral-direito, por exemplo, já vinha perdendo espaço com Felipão.

Rafinha virou reserva sob o comando do novo treinador e, apesar da experiência, tem sido pouco utilizado em momentos importantes, como na decisão das oitavas da Sul-Americana. Sobra para o lateral-esquerdo Bruno Cortez a incumbência de liderar a equipe nesta noite, possivelmente com a braçadeira de capitão.

Vanderson, de 20 anos, desbancou o experiente Rafinha na lateral direita — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Vanderson, de 20 anos, desbancou o experiente Rafinha na lateral direita — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

No restante, são oito jogadores jovens na escalação provável, a maioria com a formação feita no Grêmio. Paulo Miranda e Alisson se juntam ao lateral como atletas mais rodados. Isso é também motivo de discussão interna no elenco, já que vários experientes acreditam que não é o melhor contexto para dar responsabilidade aos garotos.

— Embora um time extremamente jovem que tivemos (contra o América-MG), é natural que eles sintam a pressão que é colocada diuturnamente neles. Não a direção. A direção cobra trabalho, e isso eles dão. Mas essa pressão externa claro que se abate. Mas a gente precisa trabalhar no sentido de dar a eles a melhor tranquilidade possível — destacou o vice de futebol Marcos Herrmann.

Gabriel Chapecó, Vanderson, Fernando Henrique, Victor Bobsin e Jean Pyerre têm longa trajetória na base tricolor. E acabam por se tornar a espinha dorsal da equipe.

A provável escalação do Grêmio contra o Vitória e as idades — Foto: Arte / ge

A provável escalação do Grêmio contra o Vitória e as idades — Foto: Arte / ge

Léo Pereira e Ricardinho foram contratados no fim da formação, mas também são jovens que entram em campo na Bahia. Rodrigues já havia atuado profissionalmente, mas chegou ao Tricolor para a equipe de transição, último estágio de formação do clube, já sob o guarda-chuva do departamento profissional.

A lista de desfalques do Tricolor tem, em sua maioria, jogadores experientes. Geromel, Rafinha, Kannemann, Thiago Santos, Maicon, Douglas Costa, Diego Souza e Churín estão fora com problemas físicos.

O Grêmio enfrenta o Vitória no Barradão a partir das 21h30 desta terça-feira, no primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Não há mais critério de gol qualificado fora de casa na competição.



Veja também