Com polêmica, Grêmio vence o Bahia e volta ao G4

5 de agosto de 2012 - Às 20:58

Pela 14ª rodada do Brasileirão, o Grêmio recebeu o Bahia no Olímpico e venceu por 3 a 1, em uma partida cheia de polêmica e emoção. Após um primeiro tempo de amplo domínio e vantagem de um gol, o Grêmio acabou jogando mal na segunda etapa, tendo ajuda do árbitro em gol mal anulado do Bahia. No fim, o Grêmio marcou dois gols e conseguiu a vitória para voltar ao G4.

LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA – Editada Sangue Azul

Como era de se esperar, o Grêmio iniciou a partida pressionando o Bahia, que bem postado defensivamente, não deixava o Tricolor criar chances de gol. O Bahia, que pouco chegava ao ataque teve a primeira boa chance da partida aos 7 minutos, mas acabou finalizando por cima do gol de dentro da área.
A pressão do Grêmio era forte, e aos 15 minutos Kléber quase aproveitou bola mal recuada para o goleiro do Bahia. Aos 28 minutos, o Grêmio chegou com força. Moreno recebeu dentro da área, ajeitou a bola para bater e acabou finalizando para fora, na marca do pênalti. E por falar em pênalti, aos 30 minutos, Kléber foi derrubado na área e o árbitro marcou. Elano cobrou no canto direito e abriu o placar.
Dois minutos mais tarde o Grêmio teve uma grande chance. Ávine errou no meio campo e deu a bola de graça para Elano, que tentou lançar Kléber que estava livre, mas acabou pegando mal na bola e jogando para fora.
O Bahia aos poucos se arriscou mais, e aos 41 minutos o goleiro Marcelo Grohe fez sua primeira defesa no jogo, em chute de Helder, de fora da área. O primeiro tempohel acabou assim, com superioridade Gremista apesar das poucas chances e o magro placar.
O time nordestino foi mais ofensivo para o segundo tempo, e logo aos 2 minutos, Lulinha entrou na área em velocidade e bateu para boa defesa de Grohe. Aos 5 minutos, Edilson chegou a linha de fundo e cruzou para Elano que desviou de cabeça, a bola bateu na trave. Minutos depois, Mancini bateu de fora da área e o goleiro Marcelo Grohe defendeu.
Aos 11 minutos, após bate rebate, Pará pegou sobra livre de dentro da área e bateu para boa defesa do goleiro do Bahia. Na cobrança de escanteio, Gilberto Silva subiu mais que a zaga e cabeceou para nova defesa de Lomba. Aos poucos, o time do Bahia começou a pressionar, até que deu resultado.


Aos 18 minutos, Mancini levantou bola na área em cobrança de falta e Fahel subiu livre para cabecear para as redes. E dois minutos depois, a arbitragem ajudou o Grêmio, já que Fahel marcou novamente, mas o bandeirinha acabou marcando impedimento inexistente.


O Grêmio chegou duas vezes em jogadas aéreas com cabeçadas de Marcelo Moreno e Gilberto Silva, mas em ambas o goleiro do Bahia salvou. E foi em bola parada que o Tricolor conseguiu a suada vitória. Após cobrança de escanteio aos 42 minutos, Souza aproveitou e recolocou o Grêmio em vantagem.


Com muita reclamação do Bahia, o Grêmio continuou no ataque e conseguiu definir o placar nos acréscimos com um golaço de Marcelo Moreno, de cobertura sobre o goleiro.
No fim da partida, os jogadores do Bahia foram para cima do árbitro da partida. A polícia teve que agir para conter os ânimos.



Veja também