Grêmio inicia neste domingo, às 19h, uma “campanha de recuperação” no Brasileirão longe de casa, no Estádio Olímpico de Goiânia, em duelo contra o Atlético-GO pela 8ª rodada. A expressão parte do presidente Romildo Bolzan Jr. e reflete a fase que o time vive no Campeonato Brasileiro.

Um momento delicado que se agravou no sábado, véspera da partida. O empate em 2 a 2 do Botafogo com o Corinthians empurrou o Tricolor para o Z-4 do Brasileirão. Sem vencer há cinco rodadas, o Grêmio é 17º colocado com sete pontos. E ainda tem o pior ataque da competição.

Sob comando de Renato Portaluppi, Grêmio busca retomada n oBrasileiro — Foto: Lucas Bubols/ge

Sob comando de Renato Portaluppi, Grêmio busca retomada n oBrasileiro — Foto: Lucas Bubols/ge

O Grêmio tem apenas uma vitória no Brasileiro, logo na estreia, diante do Fluminense na Arena. E só. Depois, engatou quatro empates seguidos e vem de uma derrota para o Sport na Arena. Vencer hoje ganha ainda mais ares de obrigação.

A oscilação de desempenho colocou o Tricolor junto a Coritiba e Botafogo como o pior ataque do Brasileirão antes do início da 8ª rodada. Os três tinham apenas quatro gols marcados, mas o clube carioca marcou duas vezes contra o Corinthians, neste sábado.

Carlos Eduardo Lino analisa Atlético-GO x Grêmio, pela 8ª rodada do Brasileirãohttps://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Claro que o Grêmio ainda joga na rodada e tem o jogo contra o Goiás a disputar pela 6ª rodada. A partida foi adiada pelas finais do Gauchão, em que a equipe conquistou o tri.

E o Grêmio ainda é dono da segunda melhor defesa do Brasileiro com quatro gols sofridos. O Inter lidera com apenas três.

> A arrancada do Grêmio no Brasileirão:

  • 1ª rodada: Grêmio 1×0 Fluminense
  • 2ª rodada: Ceará 1×1 Grêmio
  • 3ª rodada: Grêmio 0x0 Corinthians
  • 4ª rodada: Flamengo 1×1 Grêmio
  • 5ª rodada: Vasco 0x0 Grêmio
  • 6ª rodada: Grêmio x Goiás* (jogo adiado)
  • 7ª rodada: Grêmio 1×2 Sport

Entretanto, não há como esconder que o ataque tem deixado a desejar. Contra o Sport, o Tricolor insistiu nos cruzamentos para a área e teve 31 finalizações. A falta de pontaria custou caro. E a fala do presidente Romildo deixa isso evidente.

O Tricolor repete a campanha do ano passado e tem a pior arrancada de Brasileirão na Era Renato. Para tentar reverter a situação, o Grêmio encara os jogos longe da Arena, contra o Atlético-GO e o Bahia, como uma campanha de recuperação.

– Importância (de uma vitória) é fundamental. Nossa consciência é de que temos que vencer para fazer campanha de recuperação. Vencer as duas fora de certa forma dá uma recuperada importante na pontuação para efetivamente ficar lá em cima na tabela – avalia Romildo Bolzan.

Neste domingo, Renato Portaluppi terá de lidar com algumas ausências – efeitos colaterais da derrota para o Sport. O Tricolor decidiu que rescindirá o contrato de Thiago Neves. Pepê, por sua vez,saiu com dores na coxa esquerda. Somam-se a isso as baixas por dores musculares de Maicon Victor Ferraz.

Everton seguirá na equipe, aberto pela esquerda. O treinador deve voltar a escalar Jean Pyerre, mas Isaque também é opção para a função de meia central.

O provável Grêmio tem: Vanderlei: Orejuela, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Lucas Silva, Matheus Henrique, Jean Pyerre (Robinho), Alisson e Everton; Diego Souza.

A delegação de 26 atletas está em Goiânia para o jogo contra o Atlético-GO. E depois do jogo, a equipe concentra forças para o confronto diante do Bahia no estádio Pituaçu, marcado para às 19h15 da próxima quinta-feira, pela 9ª rodada do Brasileirão.



Veja também