Com permanência no Grêmio indefinida para a temporada de 2021, o técnico Renato Portaluppi recusou uma proposta milionária do Al-Rayyan, do Catar, no segundo semestre de 2020. A informação foi divulgada pelo repórter Eduardo Gabardo, de GaúchaZH, e confirmada pelo ge.

Conforme apurado pela reportagem, o clube do Oriente Médio tentou a contratação do técnico gremista para o lugar do uruguaio Diego Aguirre, que deixou o Al-Rayyan em novembro passado alegando “motivos pessoais” para a decisão.

A proposta para Renato era de US$ 4 milhões (cerca de R$ 21,5 milhões na cotação atual) por temporada. Houve uma reunião com o estafe de Renato, mas a oferta foi recusado pelo treinador, que preferiu concluir a temporada no Grêmio antes de decidir sobre o seu futuro.

Renato está desde setembro de 2016 no Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Renato está desde setembro de 2016 no Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Desde setembro de 2016 na Arena, Renato ainda não definiu se vai iniciar a quinta temporada consecutiva no Grêmio. A intenção do clube é renovar com o treinador. O presidente Romildo Bolzan Jr. já teve as primeiras conversas sobre a questão, mas o martelo deve ser batido após as finais da Copa do Brasil contra o Palmeiras.

– Quanto à permanência do Renato, trataremos no momento oportuno. Não como semana que vem, jogando a final, ele é nosso treinador, estará no campo nas duas partidas. Vamos discutir fica Renato? Sai renato? Vamos botar nossas energias todas para estarmos junto, no momento oportuno discutiremos – disse o mandatário em uma live da Grêmio TV, ao responder perguntas de torcedores.

Renato também já sinalizou a intenção de seguir o trabalho no Grêmio, mas cobrou mais investimentos da direção. Se não renovar com o clube, a prioridade será trabalhar no Brasil. O técnico está na mira do Atlético-MG para substituir Jorge Sampaoli.



Veja também