Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

O Grêmio tem definido seu calendário na briga para não ser rebaixado no Campeonato Brasileiro. Pela frente, irá encarar alguns adversários que estão envolvidos em decisões de outras competições na reta final da temporada. O que pode render jogadores poupados e escalações descaracterizadas.

A sequência de jogos reserva, nesta ordem, duelos com América-MG (fora), Bragantino (casa), Chapecoense (fora), Flamengo (casa), Bahia (fora), São Paulo (casa), Corinthians (fora) e Atlético-MG (casa).

Com mais cinco vitórias, vamos atingir o objetivo. Continua sendo difícil. Não é a vitória que vai mudar nossa maneira de pensar. Sabemos que os jogos serão dificílimos.— Vagner Mancini, técnico do Grêmio

Os jogos com Bragantino, Flamengo e Atlético-MG serão os últimos antes dos rivais disputarem finais. Os paulistas encaram o Athletico pelo título da Copa Sul-Americana quatro dias depois de enfrentarem o Grêmio. O Rubro-Negro terá a decisão da Libertadores com o Palmeiras também após quatro dias da partida diante do Tricolor.

O Galo, como é o adversário da última rodada e já pode chegar lá campeão da Série A, começa a decisão da Copa do Brasil três dias depois do jogo derradeiro contra o Grêmio. Neste caso também caberá aos gaúchos ainda ter chances de permanecer na elite.

– Acho que pode ajudar, sim, mas todas equipes têm muita qualidade, independentemente de quem jogue. Não à toa estão em finais internacionais. Todos os jogos vão ser difíceis, cada clube está brigando por um objetivo. Vamos pensar no próximo jogo, fazer o nosso bem feito e conseguir nosso objetivo – comentou o goleiro Brenno em entrevista ao ge.

Últimos jogos do Grêmio

  • 13/11 – América-MG x Grêmio – 32ª rodada
  • 16/11 – Grêmio x Bragantino – 33ª rodada
  • 20/11 – Chapecoense x Grêmio – 34ª rodada
  • 23/11 – Grêmio x Flamengo – 2ª rodada
  • 26/11 – Bahia x Grêmio – 36ª rodada
  • 02/12 – Grêmio x São Paulo – 35ª rodada
  • 05/12 – Corinthians x Grêmio – 37ª rodada
  • 09/12 – Grêmio x Atlético-MG – 38ª rodada

O trabalho interno do Grêmio é por rodada, sem pensar em um agrupamento de partidas. Mas o “número mágico” projetado para evitar a queda é de 15 pontos nestes últimos 24 em disputa.

– Falamos sempre no próximo jogo. Vamos sofrer, vamos sangrar, mas é assim. Do outro lado tem adversário muito forte, todos clubes são muito parelhos, cada jogo é uma guerra. Jogo a jogo, não descuidando de nenhum detalhe, assim vamos – apontou o vice de futebol Denis Abrahão.

Rodadas invertidas contra rivais diretos

As alterações feitas pela CBF na tabela do Brasileirão implicaram um rearranjo dos jogos do Tricolor contra Bahia e São Paulo, adversários diretos na luta para evitar o rebaixamento. A partida atrasada com o Flamengo, pela 2ª rodada, ocorrerá no próximo dia 23, na Arena.

Na sequência, o Grêmio atuaria novamente em Porto Alegre, contra o São Paulo, pela 35ª. Porém, a confederação anunciou que todas as equipes terão equilíbrio de mandos de campo nas últimas quatro rodadas. Ou seja, dois jogos em casa e dois fora intercalados.

Assim, o duelo diante do Bahia na Arena Fonte Nova, pela 36ª rodada, será adiantado para 26 de novembro. Então, somente no dia 2 de dezembro o Tricolor gaúcho recebe o paulista em seus domínios.

Apesar da vitória sobre o Fluminense, o Grêmio segue em penúltimo lugar no Brasileirão, com 29 pontos, sete atrás do Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento. No próximo sábado, o compromisso é em Belo Horizonte, contra o América-MG, a partir das 18h30, pela 32ª rodada.



Veja também