Miguel Ángel Ramírez será o 10º técnico do Inter a desafiar Renato Portaluppi em um Gre-Nal. O ídolo tricolor, que vem de derrota no último clássico para Abel Braga e tem este fator motivacional, conta com ampla supremacia diante dos adversários. Principalmente Eduardo Coudet, único estrangeiro com quem duelou no confronto.

O Gre-Nal 430 será o 26º de Renato à frente do Tricolor. O histórico é positivo. São nove vitórias, 12 empates e quatro derrotas, com um aproveitamento de 52%. O time marcou 28 gols e sofreu 20.

A estreia de Portaluppi como técnico do Grêmio contra o Inter ocorreu em 24 de outubro de 2010, no empate em 2 a 2 no Estádio Olímpico, pela 31ª rodada do Brasileirão. O adversário foi Celso Roth. Na sequência, já em 2011, encontrou sua pedra no sapato.

No Gauchão daquele ano, duelou três vezes contra o time treinado por Paulo Roberto Falcão. No primeiro, perdeu a Taça Farroupilha (segundo turno) nos pênaltis, o que gerou mais dois jogos para decidir o campeão estadual. Venceu um, perdeu outro, mas ficou com o vice após nova derrota nos pênaltis.

Renato Portaluppi tem histórico positivo em Gre-Nal — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Renato Portaluppi tem histórico positivo em Gre-Nal — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Renato só voltaria a enfrentar os colorados como treinador gremista dois anos depois. No primeiro turno do Brasileirão de 2013, empatou em 1 a 1 o primeiro clássico da Arena. Na casamata rival estava Dunga. No segundo turno, o capitão do Tetra havia dado lugar a Clemer, que conduziu o Inter a um 2 a 2 no Centenário, em Caxias do Sul

O calendário pula para 2016, quando Portaluppi inicia a trajetória que o mantém até hoje no comando tricolor. O primeiro Gre-Nal do ciclo vitorioso pelo clube ocorreu na 32ª rodada do Brasileirão daquele ano. O empate em 0 a 0 na Arena teve novamente Celso Roth como adversário.

O ano de 2017 foi atípico, com apenas um Gre-Nal, na primeira fase do Gauchão. As equipes empataram em 2 a 2, e o comandante colorado era Antônio Carlos Zago.

Em 2018, entra o técnico que Renato mais enfrentou no clássico: Odair Hellmann. Foram nove partidas até julho de 2019, com três vitórias, quatro empates e duas derrotas. Neste período, eliminou o Inter no Gauchão de 2018 e faturou o título de 2019.

Odair Hellmann é o técnico que Renato mais enfrentou em clássicos — Foto: Wesley Santos/Agência PressDigital

Odair Hellmann é o técnico que Renato mais enfrentou em clássicos — Foto: Wesley Santos/Agência PressDigital

Já no fim de 2019, Portaluppi enfrentaria Zé Ricardo em sua passagem meteórica pelo comando do Inter. Na 30ª rodada do Brasileirão, o Grêmio triunfou na Arena por 2 a 0.

O ano de 2020 veio recheado de clássicos por conta de enfrentamentos no Gauchão, Brasileirão e os primeiros da história na Libertadores. Renato foi tão bem que tornou Eduardo Coudet seu maior freguês em Gre-Nais. Foram seis, com quatro vitórias e dois empates.

A supremacia sobre o argentino fez o Grêmio enfileirar 11 clássicos seguidos sem derrota. O jejum foi quebrado já no começo de 2021. Ainda pelo Brasileirão passado, o time treinado por Abel Braga virou uma derrota quase certa no Beira-Rio nos minutos finais.

Renato x técnicos em Gre-Nal

TécnicoJogosVitóriasEmpatesDerrotasAproveitamento
Celso Roth2233,33%
Paulo Roberto Falcão311144,44%
Dunga1133,33%
Clemer1133,33%
Antônio Carlos Zago1133,33%
Odair Hellmann934248,14%
Zé Ricardo11100%
Eduardo Coudet64277,77%
Abel Braga110%

No sábado, às 22h15, na Arena, Renato terá pela frente o 10º treinador do Inter em Gre-Nais. Será também a estreia do espanhol Miguel Ángel Ramírez em clássicos. O experiente contra o novato.

A partida é válida pela nona rodada do Gauchão. O Tricolor está em segundo com 14 pontos, três a menos que o líder Inter. Ainda tem um jogo adiado para recuperar na tabela.



Veja também