O Grêmio estipula um prazo de quatro semanas, ou um mês, para a recuperação de Geromel. O zagueiro fraturou um dedo do pé direito no treino do último sábado e ficou de fora da vitória contra o Ceará, no domingo, na Arena, pelo Brasileirão.

De acordo com a assessoria de imprensa do clube, Geromel teve fratura na falange proximal do quinto dedo do pé direito. A causa foi um pisão na atividade de sábado. O zagueiro não passará por cirurgia no local e será avaliado ao longo das quatro semanas.

As quatro semanas estipuladas encerram no dia 9 de outubro. Um dia antes de o Grêmio enfrentar o Santos na Vila Belmiro pelo Brasileirão. Desconsiderando o jogo contra o Peixe, Geromel deve desfalcar o Grêmio pelos próximos cinco confrontos:

  • 15/09 – Flamengo x Grêmio (Copa do Brasil)
  • 19/09 – Flamengo x Grêmio (Brasileirão)
  • 26/09 – Athletico-PR x Grêmio (Brasileirão)
  • 03/10 – Grêmio x Sport (Brasileirão)
  • 06/10 – Grêmio x Cuiabá (Brasileirão)

Antes do jogo com o Ceará, o Grêmio informou oficialmente apenas que o zagueiro teve um “trauma no pé” e por isso estaria fora da partida. Mas quando foi questionado sobre o assunto, Felipão se incomodou com o vazamento da informação sobre fratura e estipulou 15 dias para um retorno.

— Não sei quem falou que ele teve fratura, mas é uma questão interna. Se alguém falou, falou o que não devia. A gente tem que ter uma situação de dar a vocês os dados necessários, teve uma lesão e tudo mais. O Geromel teve um problema, vai ser tratado, em 15 dias já poderá estar em campo ou poderá fazer uma série de treinamentos normais — destacou antes do jogo.

O Grêmio entra em campo na próxima quarta-feira para enfrentar o Flamengo pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, no Maracanã. O Tricolor perdeu a ida por 4 a 0 na Arena.

Geromel em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Geromel em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio



Veja também