Foto: Lucas Uebel

A felicidade estampa o rosto dos gremistas. Afinal, todos desejam disputar uma final. Porém, isso também vira um inimigo. A proximidade com o confronto com o Lanús pela Libertadores dificulta pensar da mesma maneira no Brasileirão. Só que o empenho será a marca nos próximos cinco jogos até o começo da decisão.

Na final do torneio continental após 10 anos, o Tricolor começa a luta pelo tricampeonato da América no dia 22 de novembro, na Arena. E o pensamento do vestiário, como não poderia deixar de ser, está no embate com os argentinos. Apesar disso, Arthur garante que o grupo lutará para seguir entre os primeiros do nacional.

– É difícil focar no Brasileirão estando tão perto da final, mas a comissão colocou na nossa cabeça. Temos que pensar no G-4. Não podemos dar brecha e ficarmos distantes dos times de cima. Nosso vestiário está blindado e pensamos no Brasileirão – assegura.

Até o confronto com o Lanús, o Grêmio disputará cinco partidas pela competição: Flamengo, Ponte Preta, Vitória, São Paulo e Santos. O volante, embora cite a necessidade de seguir entre os primeiros, evita apontar uma projeção de pontos.

– Não (há meta). Trabalhamos jogo a jogo. Não damos o passo maior que a perna. Sempre o próximo jogo é o mais importante. Temos que entrar focado. O Grêmio sempre entra para vencer. Estamos no caminho certo para buscar o máximo de pontos – afirma.

A tendência, no entanto, é que o técnico utilize grande parte dos titulares neste final de semana, já que a final do torneio continental só começa no dia 22 de novembro. Enquanto Barrios se recupera de um estiramento na coxa direita, Bruno Cortez sentiu dores em uma das coxas no jogo contra o Barcelona-EQU e foi vetado. Já o goleiro Marcelo Grohe será preservado. O provável time tem: Paulo Víctor; Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jaílson, Arthur, Ramiro Luan e Fernandinho; Jael.

Neste domingo, o Tricolor recebe o Flamengo. A partida está marcada para as 17h, na Arena. Atualmente, os gaúchos estão em quarto na tabela, com 51 pontos, oito atrás do líder Corinthians. Os cariocas ocupam o sétimo lugar, com 47.



Veja também