Foto: Guilherme Almeida

O novo reforço do Grêmio para o ataque, o centroavante Elkeson, de 32 anos, ganhará um lugar na equipe e acabará “tirando” outro. Isso porque, apesar de ter nascido em Coelho Neto, no interior do Maranhão, localizado a 385 quilômetros da capital São Luiz, o atleta se naturalizou chinês em 2019 para ajudar a seleção chinesa. “Ai Kesen”, como se pronuncia em mandarim, pode parecer um nome diferente para os brasileiros, mas muito conhecido no país asiático. A China, no entanto, não permite a dupla cidadania. Desta forma, o atacante passará a ocupar uma vaga de estrangeiro no elenco gremista, que já conta com outros quatro atletas de origem estrangeira: os argentinos Kanemann e Benítez, o colombiano Campaz, e o paraguaio Villasanti. Assim, o clube encherá a cota de cinco estrangeiros na temporada de 2022, o limite exato de atletas que pode ficar à disposição nos jogos regulamentados pela CBF.

O jogador deixou o Botafogo em 2012, com destino ao Guangzhou Evergrande, onde atuou até 2015. No ano seguinte foi para o Shanghai e retornou ao clube de maior potência da China em 2019, onde ficou até o fim da temporada de 2021. Os nove anos por lá foram suficientes para torná-lo o maior artilheiro da história da China Super League, com 122 gols.

Com o destaque conquistado, o brasileiro com status de ídolo chinês acabou se naturalizando no país para ser um dos principais ativos no projeto da China em retornar para uma Copa do Mundo. Apesar de ter adotado a naturalização em massa para tentar montar um grupo forte, a seleção chinesa não conseguiu a vaga nas Eliminatórias Asiáticas para o Mundial do Catar neste ano. O país tem apenas uma participação em Copas, que foi em 2002, quando caiu na primeira fase. Pela “nova” Seleção, Ai Kesen acumulou 13 jogos e quatro gols.

Ele foi convocado para Seleção Brasileira em 2011, para enfrentar a Argentina no Superclássico das Américas. No Tricolor, Elkeson disputa posição com Diego Souza, que mesmo com bom rendimento, vem sofrendo com desgastes físicos no início desta temporada. Ao todo no Gauchão foram quatro gols. Nas duas últimas temporadas, o camisa 29 foi o artilheiro da equipe.



Veja também