O Grêmio quer segurar a posição do G-4 na noite desta quinta-feira, contra o CSA, no Estádio Rei Pelé, e também colar no Bahia, terceiro colocado. Para isso, Roger terá um meio-campo inédito, já que conta com desfalques. Pela primeira vez o treinador não terá Villasanti e Thiago Santos na Série B.

Na atual passagem de Roger Machado, o comandante sempre optou por um jogador com características para fazer a função de “primeiro” volante nas 23 partidas que esteve à frente do Tricolor. Porém, contra o CSA terá que usar um jogador que ainda não atuou na posição.

O provável escolhido para entrar no time e jogar ao lado de Bitello é Lucas Silva. Apesar de não ser novidade a função para o jogador, nas vezes que foi utilizado, ocupou a segunda posição do meio-campo.

Atualmente o camisa 16 é reserva, mas foi titular durante boa parte dos jogos com Roger. O volante fez parte do tripé firmado a partir da reta final do Gauchão e início da Série B, ao lado de Villasanti e Bitello. Mas nunca começou uma partida como dupla com o jovem meio-campista, sem outro jogador no setor.

Lucas Silva em treino desta quarta-feira — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Lucas Silva em treino desta quarta-feira — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Nos primeiros jogos do ano, ainda sob o comando de Mancini, Lucas formou parceria com Thiago Santos, também atuando como segundo volante. Nesta quinta-feira, terá de se dedicar mais à marcação e auxiliar o melhor sistema defensivo da Série B com apenas quatro gols sofridos.

– Com todas as ausências, é o sétimo jogo sem sofrer gols, sexto seguido. Dá para mudar um pouco o foco da análise. Cinco jogos sem ganhar se transformam em sete sem perder. Tem muito a melhorar, mas buscamos solidez para definir a partida com eficiência nas oportunidades criadas – analisou Roger após vitória contra o Sampaio.

Das 13 rodadas da Série B, o paraguaio atuou em onze e foi titular em todos os jogos que esteve à disposição. Ficou fora apenas no empate em 0 a 0 com o Vasco e na vitória por 2 a 0 contra o Novorizontino por ter sido convocado por sua seleção.

Na sua vaga, entrou naturalmente Thiago Santos e não comprometeu nestas duas rodadas. Porém, Roger foi criticado por parte da torcida no jogo contra o Sport, quando teve o retorno de Villasanti e o colocou no time ao lado de Thiago, com Bitello no banco de reservas.

Lucas Silva em treino do Grêmio, no CT Luiz Carvalho — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Lucas Silva em treino do Grêmio, no CT Luiz Carvalho — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Villasanti não treinou nesta semana. O volante foi passar a folga do domingo com a família no Paraguai e, por conta de problemas voo da volta, ficou de fora das atividades. Porém, se reapresentou com sintomas gripais e não viajou para Maceió.

Thiago Santos ficou no departamento de fisioterapia após a vitória contra o Sampaio Corrêa. O jogador sofreu uma pancada no joelho direito e por ainda sentir desconforto, foi cortado para o jogo desta semana.

Apesar de não ter a confirmação da equipe que vai a campo, Lucas Silva é o jogador que mais tem minutos em campo com Roger entre as opções disponíveis. As outras alternativas para a posição são Sarará, Jhonata Varela e Michel.

Mesmo que os jovens sejam volantes de origem, quando foram acionados pelo treinador, jogaram como lateral-direito ou ala. Michel, mesmo recuperado de lesão no joelho, ainda não estreou na temporada e aguarda uma oportunidade. Nesta semana, o jogador treinou também como zagueiro.

Em contrapartida, Roger tem o reforço de Rodrigo Ferreira, que após um mês fora por lesão muscular na coxa direita. Contra o Sampaio, o treinador não teve opção na posição e Varela foi o titular pela direita.

O Grêmio visita o CSA, no Rei Pelé, em Maceió. A partida é válida pela 14ª rodada do Brasileirão, a partir das 21h30. O Tricolor é quarto colocado, com 21 pontos, um a mais que o Sport, que vem logo atrás na tabela de classificação.



Veja também