Com déficit que pode chegar em R$ 80 milhões em 2013, Grêmio deve enxugar elenco

26 de outubro de 2013 - Às 14:03

A fase do Grêmio atualmente é boa. São duas possibilidades de título até final do ano e ainda vaga praticamente assegurada para a Libertadores de 2014. Porém, algo preocupa. É o déficit do clube apenas em 2013. Até agora, a dívida gira em torno de R$ 60 milhões e deve alcançar R$ 80 milhões até o final do ano.

Desta forma, a alternativa é reduzir a folha salarial com liberação de jogadores como Zé Roberto, Elano e Fábio Aurélio, além de uma venda, que pode ser Werley.
– Estamos com problemas. Temos de reduzir os custos, afinal, vivemos uma nova realidade. Com ou sem Libertadores, temos de nos enquadrar aos limites que esse engessamento nos criou. Estamos pensando na equipe do ano que vem e precisamos enxugar – admite Koff
No começo do ano, a folha salarial chegou a ser de R$ 7 milhões. Após a eliminação da Libertadores e com a saída de 12 atletas, o valor diminuiu em 1,5 milhões.
– Fizemos investimentos neste ano. Os meninos do Juventude (Bressan, Alex Telles e Ramiro) são os maiores exemplos. Surpreenderam a todos. Há outros que podem ter o mesmo caminho – completa o presidente.
Assim, é provável que o time Tricolor seja de muitos garotos em 2014.


Veja também