Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Ainda na primeira semana como treinador do Grêmio, Roger Machado já tem compromissos importantes nos próximos dias. No sábado, a equipe tem o Gre-Nal no Beira-Rio, pela 9ª rodada do Gauchão, e três dias depois encara o Mirassol, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Após a goleada diante do São Luiz, na Arena, em jogo que marcou sua reestreia no comando do Grêmio, Roger comentou a possibilidade de preservar alguns atletas contra o Inter e afirmou que vai com força máxima, sem deixar de destacar a importância da Copa do Brasil na temporada do clube.

– Como vou dizer que vou preservar no clássico, chegando com uma semana? Tiram o meu rim – iniciou Roger. – Vamos com o que tiver de melhor à disposição. Estou chegando agora, preciso trabalhar e conhecer os meus atletas. Esses 10 dias que antecedem o clássico e o jogo da Copa do Brasil são muito importantes. Copa do Brasil é título importante, a parte financeira é importante, e o clássico é o clássico – prosseguiu o treinador.

Nesta primeira fase da Copa do Brasil, o Grêmio joga fora de casa, mas com a vantagem do empate para avançar. Confirmando a classificação, o clube recebe a premiação de R$ 1,27 milhão. No total, o valor até o título do torneio rende R$ 79,57 milhões — R$ 60 milhões somente para o vencedor da decisão, prevista para o dia 19 de outubro.

– O planejamento é usar o que de melhor tem à disposição dentro dessa dinâmica de organização, pensando nesses dois momentos (Gre-Nal e Mirassol). Nesse momento, dá folga amanhã (domingo), a gente se reapresenta e começa a trabalhar. Uma semana que estou muito satisfeito porque terei ela aberta para passar muitos conceitos para os atletas – afirmou Roger.

Líder do Gauchão com 17 pontos, o Grêmio encara o clássico Gre-Nal no Beira-Rio no sábado, às 19h. Já na terça-feira, o confronto no Estádio Municipal de Mirassol acontece às 21h30.



Veja também