O Grêmio acertou neste sábado a contratação do lateral-direito Edilson, de 35 anos. O jogador faz exames médicos na segunda-feira e assina contrato até o final do ano.

Edilson estava livre no mercado desde o fim de 2021, quando deixou o Avaí após a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Ele chega para suprir uma carência na posição no elenco tricolor.

Orejuela, contratado no início do ano para ser o titular da posição, ainda não deu a resposta esperada e fez o Grêmio ir atrás de outro jogador para a lateral direita. A outra alternativa de Roger Machado no elenco é o jovem Lucas Kawan, que disputou a Copinha neste ano.

Edilson retorna ao Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

Edilson retorna ao Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação

A direção manteve conversas com Edilson desde o início da temporada, mas havia certa resistência ao retorno do jogador. A urgência de reforçar o elenco para a Série B fez o clube decidir apostar no experiente lateral.

O modelo de negócio também casa com o atual momento gremista, sem capacidade de grandes investimentos. Além disso, o perfil de Edilson agrada. Experiente, ele é visto com um jogador que pode agregar no vestiário e ajudar os mais jovens em um momento conturbado do clube.

Edilson foi campeão da Libertadores em 2017 pelo Grêmio e já trabalhou com o técnico Roger Machado por alguns meses em 2016, antes da saída do comandante. Entre 2016 e 2017, foram 74 jogos pelo clube, com cinco gols marcados.

Em 2021, o lateral disputou 44 jogos pelo Avaí, com quatro gols e três assistências, e foi um principais jogadores na campanha de acesso do time catarinense à Série A. Como as inscrições no Campeonato Gaúcho estão encerradas, ele só poderá disputar a Série B.



Veja também