Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Depois de um respiro, a realidade insiste em bater na porta do Grêmio. A derrota para o Atlético-GO trouxe novamente com força o fantasma do rebaixamento antes de uma sequência de três jogos contra adversários do G-6 do Brasileirão. Para piorar, o Tricolor tem apenas uma vitória na competição contra rivais da ponta de cima da tabela.

Até o momento, são seis partidas diante de equipes presentes entre os primeiros colocados. O Grêmio tem três derrotas – Palmeiras, Bragantino e Fortaleza (2º turno) -, uma vitória, sobre o Flamengo, e dois empates, com Inter e Fortaleza (1º turno).

Portanto, a equipe acumula cinco pontos em 18 disputados nesta condição no Brasileirão, um aproveitamento de 27,7%. A série atual reserva jogos com Palmeiras, Atlético-MG – atrasado pela última rodada do primeiro turno – e o clássico Gre-Nal.

Apesar da dificuldade mostrada pelos números, a confiança é de encarar de “igual para igual” os rivais do G-6. Foi o discurso do técnico Vagner Mancini após o confronto com o Atlético-GO. Na visão do treinador, recuar para o próprio campo dá vantagem aos adversários.

– Está aí a grande sacada, enfrentar todo mundo em igualdade de condições. A partir do momento que enfrenta um adversário acima da tabela, se você enfrenta para se fechar, dá ao adversário uma condição de ganhar. Uma marcação que você tira o conforto do adversário é o que temos que fazer – apontou Mancini.

Os jogos contra rivais do G-6

  • 27/06/21 – Grêmio 0x0 Fortaleza (3º)
  • 07/07/21 – Palmeiras (2º) 2×0 Grêmio
  • 10/07/21 – Grêmio 0x0 Inter (6º)
  • 31/07/21 – Bragantino (5º) 1×0 Grêmio
  • 19/09/21 – Flamengo (4º) 0x1 Grêmio
  • 13/10/21 – Fortaleza (3º) 1×0 Grêmio

Os jogos, aliás, ocorreram em contextos completamente diferentes. No 0 a 0 com o Fortaleza no primeiro turno, Tiago Nunes ainda era o técnico. Outros três duelos foram sob o comando de Felipão e dois chefiados pelo interino Thiago Gomes.

Scolari estreou no clássico Gre-Nal, empatado em 0 a 0. Também seria o responsável por bater o Flamengo por 1 a 0 no Maracanã, em jogo que encheu o Tricolor de esperanças na luta contra o rebaixamento, e perder para o Bragantino.

Thiago Gomes assumiu o time nas derrotas por 2 a 0 para o Palmeiras, enquanto ocorria a transição de Tiago Nunes para Felipão, e 1 a 0 do Fortaleza, quando o experiente treinador já havia deixado o cargo.

O Grêmio é o vice-lanterna do Brasileirão, com 26 pontos, e luta para tentar sair da zona de rebaixamento. O compromisso do próximo domingo é contra o Palmeiras, a partir das 16h, na Arena, pela 29ª rodada.



Veja também