A derrota do Grêmio na primeira partida da final da Copa do Brasil teve um personagem que ficou cerca de 25 minutos em campo e ainda assim saiu como a — talvez única — boa notícia contra o Palmeiras. Ferreira cava seu espaço para a titularidade no próximo domingo e ganhará chance nesta quarta, na estreia no Gauchão.

O atacante teve mais passes certos (25 a 23) e finalizações (2 a 0) que Pepê, o qual ficou 90 minutos em campo. Também foi ele quem deu o primeiro chute no gol do Grêmio na partida, aos 28 minutos do segundo tempo.

Ferreira contra o Palmeiras

  • 25 passes certos
  • 5 passes incompletos
  • Duas finalizações certas
  • Quatro dribles em quatro tentativas
  • Sete perdas de posse de bola

Relacionado para o jogo com o Brasil de Pelotas, na quarta-feira, a estreia gremista no Gauchão 2021, Ferreira ganha mais uma chance para se mostrar ao técnico Renato Portaluppi.

— Tenho que ter paciência, continuar trabalhando. Minha hora vai chegar e tenho que estar preparado. A gente fala, brinca (sobre os guris). Dentro de campo, todo mundo vira homem — disse Ferreira em entrevista para a RBS TV antes da final.

A oportunidade no Gauchão surge em meio à possibilidade de ser titular na final do próximo domingo. Sua entrada na equipe significaria uma troca simples por Alisson.

Em uma hipótese mais remota, o atacante titular seria recuado para a lateral direita, e Victor Ferraz iria para o banco de reservas. Renato usou esta estratégia no segundo tempo contra o Verdão.

Diego Souza cobra rápido a falta, e Ferreira chuta em cima de Weverton, aos 28 do 2º tempo

Na temporada, Ferreira tem 39 jogos disputados, mas a maioria como alternativa no segundo tempo, com três gols marcados e uma assistência.

O Tricolor treina na tarde desta terça-feira em Porto Alegre. Na quarta, enfrenta o Brasil de Pelotas na Arena pelo Gauchão, às 20h, com time reserva. No dia seguinte, viaja para Atibaia, no interior paulista, onde permanece até sábado antes do duelo com o Palmeiras, às 18h de domingo.

Na Copa do Brasil, o Grêmio precisa vencer por dois gols de diferença para ser campeão, ou por um, e levar a decisão para os pênaltis. A julgar pelo primeiro jogo, isso passa por Ferreira.



Veja também