Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Com a proximidade da reabertura da janela de transferências, o mercado volta a se movimentar sobre possíveis reforços para o futebol europeu. Apontado como principal nome do Grêmio em 2020, Pepê já sofreu assédio do Porto-POR. Agora, conforme noticiado pelo jornalista André Hernan, do Grupo Globo, o atacante chama a atenção do Real Madrid. Ciente das atenções ao jogador de 23 anos, o Grêmio trata de blindá-lo para garantir os objetivos do atual calendário.

— Não há nada de nenhum clube e, mesmo se houvesse, não seria a pauta, pois estamos focados nos próximos jogos — declarou o vice-presidente de futebol do Grêmio, Paulo Luz, em contato com a reportagem de GZH na última sexta-feira (25).

O objetivo da direção gremista é evitar qualquer distração no foco do elenco nos compromissos pelo Brasileirão, mas principalmente na Copa do Brasil. Na próxima quarta-feira (30), no Morumbi, o Tricolor tentará segurar a vantagem diante do São Paulo. Caso avance, entre o final de janeiro e início de fevereiro, estão programadas os jogos de ida e volta da decisão do torneio. Por isso, a intenção é afastar qualquer possível distração neste momento

Apesar da negativa de Paulo Luz, o Grêmio sabe que será difícil manter Pepê por muito tempo na Arena. A oferta do Porto, que também se aproximou da casa dos 20 milhões de euros (cerca de R$ 128 milhões na conversão atual), na última janela de transferências, foi descartada pela crença de que o jovem seria útil na busca por título em 2020. Nova investida portuguesa pode ser realizada nas próximas semanas.

Pelo peso que o Real Madrid representa no futebol mundial, caso a proposta seja realmente confirmada, há o entendimento de que o estafe do atleta poderá tentar convencer a direção gremista a mudar de posicionamento. O Tricolor detém 70% dos direitos econômicos do atacante, enquanto o restante pertence ao Foz do Iguaçu, clube do oeste paranaense.



Veja também