Cinco meses após último jogo oficial, Bruno Rodrigo estreia pelo Grêmio

Zagueiro não entrava em campo desde novembro do ano passado, quando ainda atuava pelo Cruzeiro

5 de abril de 2017 - Às 12:04
Foto: Eduardo Moura

A partida entre Grêmio e América-MG, nesta quarta-feira, pela Primeira Liga, será uma chance para vários jogadores do time gaúcho. Mas um, especialmente, tem motivos para celebrar a oportunidade. Voltará a jogar uma partida depois de cinco meses. De quebra, ainda fará sua estreia com a camisa tricolor. O zagueiro Bruno Rodrigo inicia sua trajetória em Porto Alegre para galgar posições dentro do elenco.

O último jogo do defensor foi em 6 de novembro do ano passado – portanto, praticamente cinco meses atrás cravado –, quando foi titular do Cruzeiro na vitória por 4 a 2 sobre o Fluminense, no Mineirão, pelo Brasileirão. O defensor foi titular da Raposa em grande parte da temporada e vinha de boa sequência na época. Em 2017, porém, estava sem clube e acertou com o Tricolor apenas no início de março.

Nesta quarta-feira, fará dupla com Bressan na equipe reserva gremista. Será a primeira oportunidade de mostrar o poder na bola aérea, uma de suas principais características, para a torcida. O zagueiro também corre para ganhar espaço em uma corrida interna. Hoje, está na “última posição” entre os atletas da função, ao lado de Bressan. O reserva imediato a Geromel e Kannemann atende pelo nome de Rafael Thyere.

A escalação do zagueiro era provável no time reserva que enfrentou o São Paulo-RS, na semana passada, pela última rodada da primeira fase do Gauchão. No entanto, Renato optou por colocar Bressan e Thyere no time. Este último substituía Geromel durante sua lesão na costela e, por isso, ficou fora. Além dele, o volante Michel, escalado na vaga de Maicon quando o capitão se recuperava de problema na panturrilha, foi preservado do jogo com o América-MG junto dos titulares.

Bruno Rodrigo foi um dos zagueiros analisados pelo Grêmio desde o fim do ano passado, mas o clube só efetuou sua contratação após uma emergência: Geromel fraturou a costela no Gre-Nal do início de março e acabou virando desfalque na estreia na Libertadores, contra o Zamora, na Venezuela. O que gerou uma desconfiança em cima da defesa e aumentou a necessidade numérica por um zagueiro – o elenco tinha apenas os titulares Geromel e Kannemann e os reservas Thyere e Bresan, este sofrendo com críticas da torcida.



Veja também