Sem Brenno, com a seleção brasileira para a disputa das Olímpiadas, o Grêmio viu Gabriel Chapecó assumir a titularidade e ter atuações de destaque no Gre-Nal e na vitória sobre a LDU, pela Copa Sul-Americana. O técnico Felipão deixou claro que pode abrir mão da busca por um jogador para a posição e focar em outros reforços, mas o clube segue monitorando alternativas de goleiros no mercado.

Um dos nomes inicialmente avaliados pela comissão técnica foi o de Fábio, com quem Felipão trabalhou no Cruzeiro em 2020. Mas o clube mineiro vetou qualquer possibilidade da saída.

O Grêmio também fez uma sondagem a Richard, goleiro do Ceará de 30 anos, mantido no radar também para uma eventual investida na próxima temporada. Ele ainda não completou sete jogos no Brasileirão e tem contrato com o Vozão até o fim da temporada.

Richard, Ceará — Foto: Fausto Filho/CearaSC.com

Richard, Ceará — Foto: Fausto Filho/CearaSC.com

Ao ser questionado sobre a posição, Felipão voltou a reforçar a importância de ter mais um jogador na função, mas também diminuiu o tom dos pedidos.

– Já disse e volto a repetir, quem tem dois, tem um. Quem tem um, não tem nenhum. Posso pensar em um goleiro, mas tenho que pensar no coletivo, em um grupo. Quem sabe corra o risco de não trazer um goleiro, mas sim um ou dois reforços de diferentes posições que possam ajudar o Grêmio a ter mais condições no Campeonato Brasileiro – projetou Felipão após a vitória sobre a LDU.

Chapecó não foi vazado desde de que Felipão assumiu o comando técnico da equipe e tem dois jogos com boas atuações no gol gremista. O técnico, depois do Gre-Nal, afirmou que tinha como intenção ir ao mercado para a função.

Com a rescisão de Paulo Victor em tratativas, o Grêmio contará com um grupo formado nas suas categorias de base como opções para suprir a ausência de Brenno. Gabriel Chapecó (21 anos,), Adriel (20 anos) e Felipe Mateus (21 anos).



Veja também