Lucas Figueirede / CBF

A CBF propôs aos clubes uma alternativa para resolver o problema das datas das finais da Copa do Brasil, entre Grêmio e Palmeiras. Se o time paulista não vencer a Libertadores — e, logo, não tiver que viajar ao Catar para a disputa do Mundial —, a ideia é que a decisão ocorra nos dias 11 (quinta) e 17 de fevereiro (quarta).

Caso o Palmeiras vença a Libertadores, as finais devem ocorrer nos dias 28 de fevereiro (domingo) e 3 de março (quarta), após o retorno dos paulistas do Catar. As datas, ainda que com esta condicionante, devem ser oficializadas após o dia 12 de janeiro, quando o adversário gremista enfrentará o River Plate na semifinal da competição continental.

Com a vitória por 3 a 0 na Argentina, no jogo de ida, o Palmeiras ficou muito perto de confirmar a vaga na decisão, no dia 30 de janeiro, em jogo único, no Maracanã. Apenas nesta data o time paulista saberá se disputará o Mundial do Catar.

O problema é que, pelo calendário original, as finais da Copa do Brasil estavam marcadas para os dias 3 e 10 de fevereiro, apenas três dias após a final da Libertadores. Por isso, a CBF conversou informalmente com os clubes e propôs o adiamento da decisão.

Confira abaixo as três possibilidades de datas para as finais da Copa do Brasil:

Se o Palmeiras vencer a Libertadores e disputar o Mundial no Catar:
– As finais da Copa do Brasil devem ocorrer nos dias 28 de fevereiro (domingo) e 3 de março (quarta).

Se o Palmeiras chegar à final da Libertadores e não vencer a competição:
– Neste caso, as finais da Copa do Brasil devem ser marcadas para os dias 11 e 17 de fevereiro, quinta e quarta, respectivamente. 

Se o Palmeiras for eliminado pelo River Plate e não disputar a final da Libertadores:
– Aí serão mantidas as datas originais da final da Copa do Brasil, nos dias 3 e 10 de fevereiro (duas quartas-feiras).



Veja também