A cara de Luxa no Grêmio

19 de março de 2012 - Às 14:29

Nos últimos quatro jogos, foram simplesmente quatro vitórias, e contando apenas os dois últimos, foram nove gols marcados e apenas um sofrido. E em comum em todos esses jogos, o Tricolor utilizou o esquema 4-4-2, com o meio campo reduzindo o desenho de um losango.

Luxa tenta sempre manter o mesmo time como titular, que apenas tem alteração em caso de suspensão ou contusão.
– Você tem que dar uma cara para o time. Buscar a auto-estima, a alegria. E dar um desenho, além das alternativas táticas que temos, como o Bertoglio. Se eu precisar fazer o time mais exposto posso tirar um volante e colocar o Marquinhos. Tenho alternativas mas tenho de manter o desenho – argumentou o técnico Luxemburgo.
É nítido que a cada jogo, o Tricolor está melhorando.


Veja também