O campeão, enfim, está em casa. Depois de liderar o Grêmio ao tri da Libertadores, conquistado sobre o Lanús na noite de quarta-feira, o técnico Renato Gaúcho autoproclamou folga para ele de três dias e rumou para o Rio de Janeiro, onde se sente à vontade. Ausência na comemoração do título, a filha Carol fez um registro da chegada do pai em seu perfil no Instagram.

Em menos de 30 minutos, a publicação atingiu mais de 20 mil curtidas. Com os inseparáveis óculos escuros, Portaluppi aparece deitado ao lado da filha, que veste a nova camisa do Grêmio, em azul escuro. No texto, a jovem diz que a imagem representa muitos tricolores após o feito.

– Ele não dormiu, eu não dormi, mas somos tri e acho que essa foto representa muita gente hoje. Boa noite a todos! – escreveu Carol.

Amuleto do treinador gremista, Carol foi “vetada” pelo pai de ir à Argentina pela preocupação com a segurança dela no estádio do Lanús. Em um comentário no Instagram, a menina afirmou que Renato teria dito que não conseguiria se concentrar no jogo sabendo que ela estaria no estádio La Fortaleza. Mesmo longe, Carol não deixou de demonstrar a devoção ao Grêmio. Logo após a confirmação do título, fez uma postagem celebrando o tri e beijando o escudo do time.

Na entrevista coletiva depois de se tornar o primeiro brasileiro a conquistar a Libertadores como jogador e técnico, Renato “decretou” feriado em Porto Alegre para a festa dos tricolores, que acompanharam a delegação em carreata pela cidade na manhã desta quinta-feira. A festa só terminou na metade da tarde, já na Arena, mas sem o comandante.

O Grêmio volta a campo no domingo, às 17h, em Belo Horizonte, na última rodada do Brasileirão. Portaluppi, porém, sequer deve treinar o time de reservas. Ele estará mais preocupado com a viagem do plantel principal para Abu Dhabi, na semana que vem, para a disputa do Mundial de Clubes.



Veja também