Borja é registrado no BID e pode estrear pelo Grêmio contra a Chapecoense

Partida ocorre às 20h da próxima segunda-feira, na Arena, pelo Campeonato Brasileiro

6 de agosto de 2021 - Às 17:15
Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Miguel Borja já tem data para estrear pelo Grêmio. O centroavante teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nesta sexta-feira. Assim, ele fica à disposição de Felipão para ser titular contra a Chapecoense, às 20h da próxima segunda-feira, na Arena, pelo Brasileirão.

Esse já era o planejamento do Grêmio, de contratar um reforço que pudesse estrear o quanto antes. Borja disputou sua última partida no dia 9 de julho (há quase um mês), na vitória da Colômbia contra o Peru por 3 a 2, ficando com o terceiro lugar na Copa América.

Felipão tinha apenas Ricardinho à disposição para a posição de centroavante. Diego Souza e Diego Churín ainda se recuperam de problemas físicos. Assim, Borja tem grandes chances de estrear.

Seu último clube foi o Junior Barranquilla, da Colômbia, onde atuou no último um ano e meio. Foram 35 gols em 59 partidas disputadas durante o empréstimo. Uma média de 0,59 gols por jogo, um pouco superior a de Diego Souza, que tem 15 gols em 28 jogos, 0,53 de média.

A negociação

O Grêmio anunciou a contratação de Borja minutos antes da apresentação do jogador. O empréstimo do Palmeiras vale até o fim de 2022, e o Tricolor tem prioridade de compra do atleta em definitivo.

A partir de dezembro, há cláusula para liberação de Borja em caso de proposta ao Palmeiras, mas com a possibilidade do clube gaúcho cobrir o valor.

O jogador assinou a renovação de contrato com o Palmeiras por mais 18 meses, mesmo período de empréstimo para o Grêmio, que pagará cerca de R$ 6 milhões para ter Borja. O salário será todo arcado pelo Tricolor.



Veja também