Os números provam a importância de Miguel Borja para o Grêmio na luta contra o rebaixamento no Brasileirão. Artilheiro da equipe na competição, o centroavante já garantiu mais de 50% dos pontos somados até aqui. E isso que ele disputou apenas sete rodadas.

O gol, a encarada em Diego Alves e o símbolo de mais uma vitória do Grêmio recaem sobre Borja como elemento fundamental do time nesta sina para sair do Z-4. O Tricolor está lá desde a 2ª rodada, mas agora se vê a apenas um ponto do 16º colocado na tabela.

A nova chance será no domingo, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada, pela 22ª rodada. Para cumprir a missão, a expectativa é que Borja siga a fase iluminada. O colombiano tem nove jogos pelo Grêmio, os dois contra o Flamengo pela Copa do Brasil e outros sete no Campeonato Brasileiro.

Ao todo, são quatro gols marcados, todos na Série A. Cada vez que balançou a rede, representou a garantia de uma vitória. Ou seja, Borja contribuiu diretamente em 12 pontos dos 22 que o Grêmio tem no Brasileirão (54,5%).

Borja comemora o gol da vitória no Maracanã — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Borja comemora o gol da vitória no Maracanã — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Borja decisivo

  • 15ª rodada – Grêmio 2 x 1 Chapecoense – fez o segundo gol
  • 5ª rodada (atrasado) – Cuiabá 0 x 1 Grêmio – fez o gol da vitória
  • 17ª rodada – Grêmio 2 x 0 Bahia – fez o primeiro gol
  • 21ª rodada – Flamengo 0 x 1 Grêmio – fez o gol da vitória

O colombiano também assumiu a artilharia da equipe na competição. Ele ultrapassou o colega Diego Souza, com três, mas o centroavante de 36 anos é quem mais balançou as redes pelo Tricolor na temporada – 17 vezes.

Borja até quando?

Borja está emprestado pelo Palmeiras até dezembro de 2022. O Tricolor pagou cerca de R$ 6 milhões ao Verdão e arca com todo o salário do centroavante.

Há opção de compra no contrato com valor aproximado de US$ 2, 75 milhões (R$ 14,6 milhões na cotação atual). A cifra pode ser paga antes do final do próximo ano. Por ora, o Grêmio não estuda tal possibilidade.

O clube gaúcho tem a chamada “primeira recusa”. É um gatilho contratual que dá direito ao Tricolor de cobrir uma possível proposta de compra de outro clube por Borja junto ao Verdão.

Após ganhar folga na segunda-feira, o elenco gremista retorna aos treinamentos na tarde desta terça no CT Luiz Carvalho. O Tricolor ocupa a 17ª colocação na tabela com 22 pontos, a apenas um do Juventude, 16º e primeiro fora da zona de rebaixamento.



Veja também