Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

O clássico Gre-Nal pode reservar uma boa surpresa para os torcedores do Grêmio que há tempos pedem algumas modificações no time. Uma das principais é no meio de campo, onde Roger mantinha Thiago Santos como titular. Com a entrada do jovem Bitello na função, mais uma vez o setor ficou mais móvel, ágil e rápido, sem “a bola para trás”, como chegou a reclamar o vice de futebol Dênis Abrahão há poucos dias.

Titular no último sábado, na vitória de 2 a 0 em cima do Ypiranga, o jogador também se credencia à vaga para o clássico Gre-Nal. Para o técnico, o jovem na verdade é um segundo volante. Contudo, está cotado para a primeira função. “O Bitello é um segundo homem, que chega à frente pelas costas dos volantes”, destacou.

A posição, aliás, foi um dos pedidos do técnico para a direção. No entanto, aprovado pela diretoria, torcida e esperando a sequência na titularidade, Bitello deve começar a partida no próximo sábado no Beira-Rio. Aos 22 anos, o atleta acumula oito jogos e um gol na temporada, marcado na vitória em cima do líder do Gauchão no último final de semana.

O jovem apareceu como uma boa alternativa para a equipe principal ainda quando estava no time de transição, comandado por César Lopes, responsável pelo início da campanha gremista no Campeonato Gaúcho. Pelo desempenho, foi escolhido pelo técnico Vágner Mancini para integrar o elenco, mas não teve tempo de ser aproveitado pelo então treinador. Com Roger Machado, em sua estreia, Bitello também foi um dos responsáveis pela goleada em cima do São Luiz.



Veja também