Barcos revela ameaças da torcida do Grêmio

2 de maio de 2014 - Às 16:21
Como se não bastasse a eliminação da Libertadores e a insônia por ter sido um dos responsáveis ao perder um pênalti, o centroavante Barcos convive com outro problema: a ira dos torcedores. 
Segundo o argentino, ele foi ameaçado por alguns torcedores na saída da Arena após a partida diante do San Lorenzo:
– Dentro de campo pode falar o que quer. Mas quando estou com a família, saindo de carro e seis caras batendo no carro… Sei que não é toda torcida. Mas é preciso saber que também temos família. Não tenho nada contra essa pessoa, mas tem que aprender a respeitar porque eu respeito todo mundo – revela.  
O jogador revelou que estava no carro com a filha e que ficou abalado com a violência:
– Eu estava com minha filha no colo. Fiquei quieto, peguei meu carro e saí. Eles ficaram mais agressivos e eu contestei. Quando saí, bateram no carro. Em casa, obviamente, foi muito difícil dormir. Foi somente depois das 5h. Não é fácil quando põe a cabeça no travesseiro. Fica passando o que houve e o poderia ter feito – acrescenta.

Adaptado de Globoesporte


Veja também