Baixo rendimento de Vargas no Grêmio comparado ao Chile incomoda direção

21 de novembro de 2013 - Às 09:58

O atacante Eduardo Vargas tem apenas 24 anos, e é nesta inexperiência que o jogador vive duas fases diferentes. Na seleção do Chile, o jogador já marcou três vezes mais do que balançou as redes no Grêmio este ano.

Parece que são dois jogadores diferentes. E esta situação deixa a direção gremista angustiada, apesar da renovação do atleta ser um dos objetivos para o próximo ano.

Pelo Chile, atuou em 12 partidas, marcando nove gols. No Grêmio, marcou apenas 8 em 34 confrontos. Uma média de 0,23 por partida.

O ataque do Grêmio não vive bom momento, pois foi do chileno que saiu o último gol de atacante no time, a mais de um mês atrás, no clássico Gre-Nal.

O dirigente Rui Costa comentou sobre a situação de Vargas:
Vargas marcou contra a seleção brasileira. É assunto que me inquieta (oscilação em campo). Trabalhamos muito para ele vir para o Grêmio – comenta, para depois explicar a difícil relação entre boas atuações e valorização no mercado: – É um atacante pretendente a ser um dos grandes jogadores da Copa. Nossa tarefa será difícil. mas vamos lutar para tentar mantê-lo – comenta o dirigente.



Veja também