Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O lateral Caio Henrique deve deixar o Grêmio nos próximos dias e retornar ao Atlético de Madrid, da Espanha. O clube espanhol solicitou o retorno do jogador a pedido do técnico Diego Simeone.

O lateral pertence ao clube espanhol e tem contrato de empréstimo com o Tricolor até o final do ano, mas uma cláusula permite ao Atlético solicitar o retorno imediato. O Grêmio diz que ainda não foi informado oficialmente ao pedido.

à intenção tanto do Atlético de Madrid quanto de Caio era de cumprir o contrato até o final no Grêmio. Mas a pandemia do novo coronavírus e os prejuízos financeiros aos clubes de futebol pesaram para antecipar o retorno.

Por telefone, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., disse que desconhece o assunto e que é preciso “oficializar o pedido”.

Caio Henrique em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Caio Henrique em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

O pedido de retorno se dá pelas carências no atual elenco do Atlético, já que Simeone atualmente conta apenas com com Renan Lodi para a posição. A intenção do Atleti é buscar os emprestados para inscrever no Campeonato Espanhol e na Liga dos Campeões.

Além disso, o clube espanhol e o técnico argentino enxergam uma valorização do jogador desde sua chegada ao Fluminense até os últimos jogos pelo Grêmio, além da participação no Pré-Olímpico.

Caio Henrique virou notícia recentemente por voltar aos planos do Atlético de Madrid para 2021. O lateral, inclusive, encaminhou a documentação para tirar o passaporte europeu.

Caio tem 22 anos e disputou apenas cinco jogos pelo Grêmio na temporada. Dois como reserva e três com titular. A última partida foi no Gre-Nal da Libertadores, no qual foi expulso na confusão generalizada.



Veja também