Ataque desencanta e Grêmio vence o Cruzeiro: 3 a 1

15 de julho de 2012 - Às 20:54
Pela 9ª rodada do Brasileirão 2012, o Grêmio foi até o estádio Independência enfrentar o Cruzeiro, e venceu por 3 a 1, com uma grande atuação de todo o time. Elano deu uma assistência para gol, e os atacantes Tricolores desencantaram. Marcelo Moreno marcou duas vezes, e Kléber uma.
Com um jogador a menos durante todo o segundo tempo, já que Werley foi expulso injustamente, o Grêmio mostrou garra, e contou com a força física e vitalidade de Zé Roberto e Gilberto Silva, que foram muito bem na marcação para segurar o resultado, com boa presença de Marcelo Grohe, que fez grandes defesas.
Uma partida impecável do Tricolor, muito bem taticamente e o melhor: efetivo no ataque.
O Tricolor chega a 15 pontos, na 6º colocação. O Grêmio quebrou um tabu de 14 anos sem vitórias contra o Cruzeiro fora de casa em jogos pelo Brasileirão.
Foto: UOL – EDITADA SANGUE AZUL

Como era de se esperar, o Cruzeiro começou a partida pressionando, e teve a primeira finalização logo no primeiro minuto, mas Wellington Paulista chutou por cima. Aos 8, o Grêmio teve a primeira boa chance, mas Gilberto Silva não aproveitou cruzamento de Zé Roberto e a zaga afastou.

Aos 18, após bola cruzada na área, Borges cabeceou a queima-roupa, e o goleiro Marcelo Grohe fez grande defesa, no susto, salvando o Tricolor. Aos 25 minutos, o estreante Elano chegou a linha de fundo pela direita e cruzou perfeitamente para Marcelo, de cabeça, abrir o placar.
Três minutos depois, Tony recebeu na linha de fundo e cruzou, Moreno dominou e rolou para Kléber bater por baixo do goleiro, ampliando o placar.
O Cruzeiro ficou desesperado e foi ao ataque sem organização, facilitando a marcação para o time Mineiro.
Antes dos dois gols, Werley tomou cartão amarelo por não deixar Fábio cobrar rapidamente a reposição de bola. E aos 44 minutos, em marcação normal e na bola, o zagueiro acabou levando o segundo amarelo, e posteriormente o vermelho, injustamente, para sua indignação.

Kléber saiu para a entrada de Vilson no segundo tempo. O Cruzeiro, com três atacantes em campo, foi com tudo para cima do Tricolor. Bem armado na defesa, o Grêmio segurava os ataques do Cruzeiro e saia com perigo nos contra-ataques.

Em um dos contra-ataques, aos 19 minutos, Souza recebeu de Pará e tocou para Marcelo Moreno dentro do área. O Boliviano dominou e sob marcação de três adversários chutou para marcar mais um para o Grêmio, o segundo dele na partida.

Aos 24, Luxemburgo fez duas alterações. Saíram Elano e Marcelo Moreno para entrada de Marquinhos e André Lima. O Cruzeiro foi para a pressão. Aos 32 minutos, Anselmo Ramon, que havia acbabado de entrar, pegou a sobra dentro da área e de bicicleta, obrigou Marcelo Grohe a fazer uma grande defesa.

Muito bem na defesa, o Tricolor contava com boa atuação de Gilberto Silva e o Cruzeiro não conseguia grandes chances de gol. As bolas aéreas, que eram o terror para a defesa do Grêmio, eram rebatidas pela defesa Gremista sem muitas dificuldades. Porém, no fim da partida, o árbitro marcou pênalti para o Cruzeiro, que Wellington Paulista marcou e descontou.

NOTAS DOS JOGADORES

MARCELO GROHE
9,0
TONY
8
WERLEY
6
GILBERTO SILVA
10
PARÁ
7
FERNANDO
6
SOUZA
8,5
ELANO
8,5
ZÉ ROBERTO
10
KLÉBER
9
MARCELO MORENO
10
LUXEMBURGO
8,5
CONFIRA OS LANCES


Veja também