Foto: Lucas Uebel

É quase impossível perder de vista a final da Libertadores, com possibilidade de encerrar 2017 com um título continental. Mas Renato Portaluppi tem algumas missões nos 20 dias até a decisão do Grêmio com o Lanús, dia 22. São cinco rodadas do Campeonato Brasileiro para cravar o pé no G-4 para garantir a vaga direta, manter o ritmo de jogo dos titulares, recuperar totalmente Michel e ver Lucas Barrios deixar o departamento médico, entre outras.

São cinco partidas para o Grêmio chegar à decisão na ponta dos cascos fisicamente, e ainda com gordura na competição nacional: Flamengo, neste domingo, além de Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, Vitória, em Caxias do Sul, São Paulo, na Arena, e Santos, na Vila Belmiro. A logística para viajar a Buenos Aires está praticamente fechada, com voo fretado deixando Porto Alegre na noite de segunda-feira, dia 20.

1) Michel voltar ao melhor ritmo

Uma cena chamou atenção no decorrer do treino desta sexta-feira. Durante uma pausa, Renato deixou o espaço onde observava o trabalho e, passos tranquilos, foi conversar com Michel. Talvez a grande tarefa do técnico nos 20 dias até a final da Libertadores seja resgatar seu camisa 5, dupla afinada com o jovem Arthur.

Depois da cirurgia no joelho esquerdo, ele ficou fora do time titular e jogou apenas com os reservas. São quatro jogos, dois desde o início, contra Palmeiras e Avaí, e os dois contra o Barcelona, entrando no segundo tempo. Neste período, poderá ganhar a oportunidade de jogar novamente com os companheiros com os quais estava mais habituado. É um “reforço” para as decisões da América.

Renato Gaúcho tem conversa reservada com Michel (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

2) Sem lesões

Tão importante quanto manter o nível de atuações próximo do 3 a 0 sobre o Barcelona-EQU é ter todos os jogadores estar à disposição no próximo dia 22. Renato terá de administrar o elenco (e torcer um pouco contra o acaso) para não perder nenhum titular por lesão. Até porque o Grêmio sofreu com isso recentemente, com 10 jogadores no departamento médico.

– Tem o Campeonato Brasileiro também pela frente. Vamos torcer para ninguém mais se machucar. A gente chega forte, sim. Fora o Barrios, praticamente não temos outro jogador no departamento médico. Vamos procurar recuperar. É importante todo mundo estar bem – apontou Renato.

Ramiro,  Arthur e Edílson não treinaram e podem ser poupados (Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)

3) Recuperar Lucas Barrios

O centroavante argentino/paraguaio teve uma lesão muscular na coxa direita. Nada muito grave, mas que vai tirá-lo de ação nas próximas duas semanas. Se em campo a intenção é deixar tudo azeitado para a decisão, fora a intenção é deixar o gringo com as melhores condições físicas possíveis para a final. Até porque o camisa 18 é o artilheiro no ano, com 18 gols, e tem aparecido em momentos decisivos, como as quartas de final contra o Botafogo, na Arena.

A rotina será de intenso tratamento de fisioterapia para Barrios. Nesta sexta, ele apareceu no gramado, mas apenas para observar o treino. Bateu bola. Antes do jogo da quarta, afirmou que voltaria logo aos gramados.

– É uma pequena lesão. Agora vamos recuperar. Daqui um pouco volto – disse o centroavante.

Lucas Barrios se recupera de lesão (Foto: Eduardo Moura/GloboEsporte.com)

4) Ganhar gordura

Embora na final da Libertadores, o Brasileirão tem peso para o Grêmio para virar um “backup” em caso de insucesso na busca pelo Tri. Ano passado, por exemplo, se a Copa do Brasil não fosse o caminho para a Libertadores, o Tricolor não teria a classificação para a competição continental.

Hoje o Grêmio é o quarto, com 51 pontos, no limite da classificação direta para a fase de grupos em 2018. Corinthians, líder com 59, e Palmeiras, com 54, se enfrentam no domingo. E o Santos joga no sábado, contra o Atlético-MG, com 53 pontos. A intenção gremista é engatar uma sequência de vitórias para se recolocar de maneira mais direta e forte no Brasileirão.

– A gente vem com a mentalidade de ficar ali na briga pela vaga direta na Libertadores. Não sabemos o que vai acontecer na final da Libertadores, é 50% para cada lado, então temos que estar na briga da Libertadores, entre os quatro primeiros. Esse jogo de domingo é muito importante, é importante ter um bom resultado para ficar ali. E segurar um adversário que briga por vaga direta – comentou o centroavante Jael.

Grupo buscará agora sequência de vitórias no Brasileirão (Foto: Lucas Uebel / Grêmio, DVG)

5) Manter o ritmo dos titulares

Como foi dito depois da derrota para o Barcelona-EQU, Renato vai dosar o time titular nestas cinco rodadas. Há a probabilidade de alguns não jogar contra o Flamengo. O treinador não deixou claro qual será o planejamento e disse que irá alternar o uso dos jogadores para mantê-los em ritmo de jogo. Vai manter os planos feitos até o momento, quando os reservas assumiram várias rodadas do Brasileirão para deixar os titulares focados nas competições de mata-mata, como Libertadores e Copa do Brasil.

– Se mantem o ritmo de jogo jogando. Eles precisam jogar. Essas dúvidas fazem parte do futebol. Eles não podem parar de jogar. Importante é manter essa forma. Todos não vão jogar, mas a maioria – revelou Renato.



Veja também