Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Não houve um primor de atuação, longe disso. Porém, não faltou entrega para corrigir os erros e buscar a classificação às semifinais da Libertadores. Pela superação, os gremistas vibraram com a vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo na noite desta quarta-feira, na Arena, e dedicaram o resultado o técnico Renato Portaluppi, que completou um ano no comando do clube na terça-feira.

Na saída de campo, Cortez lembrou a data e elogiou a disposição da equipe em busca do resultado após um primeiro tempo de atuação ruim, em que foi dominado pelo rival.

– Importante para demonstrar a força do nosso grupo. Dedicamos ao professor Renato. Um ano de trabalho de excelência. Estamos de parabéns – vibrou o lateral.

O Tricolor começou com erros de posicionamento e passes. Principalmente no primeiro tempo. Por sorte, o Botafogo errou a pontaria. Renato corrigiu com a entrada de Everton na vaga de Léo Moura ainda antes do intervalo. E, na etapa final, o time melhorou.

– Erramos um pouco no início. Depois aos poucos fomos acertando. Quando duas grandes equipes entram em campo é assim. Chances de lá, chance de cá. Todo mundo está de parabéns porque se entregou. A torcida nos ajudou. Fomos para o tudo ou nada, eles nos incentivaram – afirmou Arthur.

Ramiro também lembrou a paridade do confronto. E valorizou a qualidade na bola parada, com a cobrança de falta de Edílson na cabeça de Lucas Barrios, aos 17 minutos da etapa final.

– Foi no detalhe. Em uma bola parada, fizemos o gol. Foi uma equipe aguerrida, que brigou. Estamos de parabéns – comemorou.

Com o resultado, o Grêmio está classificado às semifinais da Libertadores. Na próxima fase, enfrenta o Barcelona-EQU, que bateu o Santos por 1 a 0 na Vila Belmiro nesta quarta-feira e ficou com a vaga. A primeira partida será disputada no dia 25 de outubro, em Guayaquil. Antes, no entanto, volta a concentrar forças no Brasileirão. Neste domingo, pega o Bahia, às 19h, na Fonte Nova.



Veja também