Grêmio faz treino com portões fechados no CT Presidente Luiz Carvalho (Foto: Tomás Hammes)

A “era Pedro Rocha” chegou ao fim, mas o Grêmio segue na luta para diminuir a distância para o Corinthians em busca do tricampeonato do Brasileirão. Para tal, o foco é total, tanto que Renato Gaúcho optou pelo mistério. O técnico fechou o trabalho na manhã desta quinta-feira no Centro de Treinamentos Presidente Luiz Carvalho.

A dúvida está na formação do ataque. Sem Pedro Rocha, vendido ao Spartak, de Moscou, Luan e Lucas Barrios, a serviço das seleções de Brasil e Paraguai, respectivamente, o sistema tem três vagas abertas.

Fernandinho e Everton aparecem como candidatos naturais para duas vagas. A terceira recaía a Lincoln. Porém, o meia será emprestado ao Rizespor, da Turquia, por uma temporada. Arroyo, recuperado de fratura no nariz, participou do exercício da última quarta e surge como opção.

O exercício com os portões fechados também manteve a incógnita quanto ao estado clínico de Douglas. Ainda na quarta, o meia voltou a sentir dores no joelho esquerdo operado e precisou deixar o trabalho mais cedo. Quem segue fora é Pedro Geromel, que se recupera de lesão muscular na coxa direita.

O provável time do Grêmio tem Marcelo Grohe; Edílson, Bressan, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur e Ramiro; Fernandinho, Arroyo e Everton.

O Tricolor realiza mais uma atividade antes do duelo com o Sport. O trabalho ocorrerá pela parte da manhã desta sexta-feira. No sábado, às 16h, os comandados de Renato recebem os pernambucanos na Arena. Atualmente, os gaúchos estão em segundo com 40 pontos, 10 atrás do líder Corinthians. O Sport é o décimo com 29.



Veja também