Foto: Manoel Petry

O Grêmio vai contratar alguns músicos para seus jogos na Arena, tendo estes, a missão de embalar a equipe durante os jogos e movimentar a torcida. A diretoria decidiu por isso após a Geral do Grêmio – famosa torcida organizada do Tricolor – se envolver em novo incidente na final da Copa do Brasil no ano passado. O clube pagará cachê simbólico e também os ingressos a esses músicos.

A nova banda deverá ficar acima da arquibancada norte, no chamado mezanino. A arquibancada norte, inclusive, foi criada justamente para as torcidas organizadas do Grêmio para que ficassem de pé e pudessem apoiar o time. No entanto, foi sempre ali que a desordem ocorreu.

Pelos incidentes, o Grêmio foi punido pelo Juizado do Torcedor – órgão ligado do Ministério Público – e assim o Grêmio decidiu romper com a Geral. Antes, a organizada era conhecida pelo clube como a banda do Grêmio. A motivação do desacordo foi justamente por expor o clube a sanções na justiça.

Desde a final da Copa do Brasil, a torcida do Grêmio não tem entrado mais com instrumentos. A nova banda será formada basicamente por músicos logais das regiões de Porto Alegre, Vale dos Sinos e litoral. O grupo ficará sob fiscalização durante os jogos para evitar conflitos.

O cachê a ser pago pelo Grêmio será de cerca de R$ 50, além do ingresso.



Veja também