Foto: EVERTON SILVEIRA/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDO

A eliminação do Grêmio para o Athletico na Copa do Brasil custou uma enxurrada de cobranças a Renato Gaúcho. A entrevista coletiva após a derrota por 2 a 0 no tempo normal e 5 a 4 nos pênaltis, na noite de quarta-feira, levou o técnico a questionamentos. Principalmente se há obrigação em levantar alguma das taças restantes.

Irritado, o treinador respondeu os questionamentos com um recado. Lembrou os títulos recentes e disse que a “obrigação” é dos clubes que estão sem títulos há anos.

– Obrigação? Obrigação é para quem está há 10, 12 anos sem ser campeão. Com todo respeito, acho que vocês (jornalistas) todos estão com amnésia. O Grêmio tem seis títulos em dois anos e meio. Vamos atrás das duas competições. A Libertadores está mais perto. Agora, obrigação é uma palavra muito forte – disparou Renato, sem identificar o alvo.

Apesar de reconhecer que sua equipe “não jogou nada”, Renato mostrou desconforto com as perguntas feitas pelos repórteres. Em certo momento, afirmou que estavam com a “linguinha afiada”.

– Vocês (jornalistas) vieram com a linguinha afiada hoje (ontem), hein? O Grêmio compete sempre. Não esteve na sua melhor forma. Por que não me perguntou se o Grêmio competiu contra o Palmeiras (quando venceu de virada por 2 a 1 e garantiu vaga às semifinais da Libertadores)? Hoje (ontem) não competimos do jeito que estamos acostumados a jogar. O Grêmio não fez isso e o adversário mereceu ganhar – afirmou.

A ferida aberta pela eliminação, apesar de doer, tem como ser cicatrizada. A cura está justamente no potencial gremista. O vice de futebol Duda Kroeff recordou que o Tricolor foi eliminado nas semifinais da Copa do Brasil em 2017 para o Cruzeiro, mas recuperou-se e ficou com a Libertadores.

– Não jogamos bem, tivemos uma noite ruim. Não é hora da cobrança ainda. Nesse momento, estamos muito, muito chateados. É hora de ter calma. Temos a Libertadores pela frente. Em 2017 nós perdemos a Copa do Brasil nos pênaltis e depois ganhamos a Libertadores. Não estou dizendo que ocorrerá de novo, mas pode. Não é hora de cobrança. Ao longo da semana naturalmente vai acontecer – garantiu o dirigente.

Em meio aos questionamentos, o Grêmio busca recompor do tombo. Eliminado da Copa do Brasil, volta a concentrar forças no Brasileirão. Neste domingo, o time enfrenta o Cruzeiro às 11h no Independência, em Belo Horizonte. Atualmente, o Tricolor ocupa o 11º lugar com 22 pontos, quatro a mais que a Raposa, que está em 16º.



Veja também