A derrota do Grêmio por 2 a 1 para o Santos neste domingo, pela 15ª rodada do Brasileirão, fez Maicon cobrar o grupo por uma postura condizente como tamanho do clube após a partida. O volante também pediu a recuperação imediata, sob pena de mais dificuldades.

A queda na Vila Belmiro culminou em uma voz forte ainda à beira do gramado. Principal líder do vestiário, Maicon foi para os microfones e comentou sobre o momento da equipe no Brasileirão. Sem rodeios, reconheceu que é preciso uma mudança.

– Sabemos que não estamos bem no campeonato. Nos cobramos, no dia a dia e na concentração. Pela qualidade da nossa equipe, não podemos estar no lugar onde estamos na tabela. Mas as coisas têm que ser dentro de campo – afirmou o volante.

Maicon disse que o Grêmio não pode ter um desempenho como tem apresentado na competição. A equipe ocupa a 11ª colocação, com 17 pontos. São apenas três vitórias até o momento.

“Não podemos vir aqui e falar porque as pessoas interpretam errado o que falamos. Mas eu sempre cobro” (Maicon)

– Aqui dentro, precisamos ter atitude, coragem para jogar, porque vestimos a camisa de um time que, nos últimos anos, tem feito grandes campeonatos, chegando a decisões, sendo campeão, e o nosso torcedor cobra isso. Sabemos que estamos muito abaixo do que podemos produzir dentro de campo, mas é uma questão nossa – afirmou.

Maicon em Santos 2 x 1 Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Maicon em Santos 2 x 1 Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Enquanto junta os cacos, o Grêmio soma 17 pontos e está em 11º no Brasileirão. Na próxima rodada, o time de Renato Portaluppi enfrenta o Botafogo. A partida será nesta quarta-feira, às 19h15, na Arena.



Veja também