Foto: Lucas Uebel

O Grêmio de Renato Portaluppi segue sem saber o que é perder um Gre-Nal desde 2018. O deste sábado (3), na Arena, pela 13ª rodada do Brasileirão, terminou em 1 a 1. O técnico elogiou o Inter, enalteceu o nível da disputa dentro de campo e também o desempenho da arbitragem. Para ele, a carga histórica da rivalidade faz o clássico ser “um campeonato à parte”.

— Já dei os parabéns para a minha equipe, tenho de dar os parabéns para o Inter também. A meu ver, foi um Gre-Nal típico de Rio Grande do Sul — analisou, em entrevista coletiva após a partida. — Foi um jogo pegado, disputado em cada canto do campo. É o clássico que todo mundo gosta — acrescentou.

Ele reconhece que o Tricolor precisa voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. A última vitória foi na nona rodada, sobre o Bahia, por 2 a 0, no começo de setembro. Além dessa pressão, a sequência de jogos em curto intervalo de tempo faz com que lesões ocorram e dificultem a repetição de jogadores em esquemas treinados por Renato.

— A cada três dias, seja Libertadores ou Campeonato Brasileiro, é sempre uma decisão — comentou.

Como em 2019, o técnico voltou a prometer uma subida do Grêmio na tabela no decorrer do primeiro turno:

— Sabemos que precisa voltar a vencer no Brasileirão, mas estamos tranquilos. Sempre falo isso para vocês, anotem aí. Sei que vai ser a manchete de amanhã, então vou adiantar: daqui a pouco, o Grêmio vai decolar, como todo ano faz e eu digo aqui. Quando acabar a 19ª rodada, conversamos, e aí veremos onde estará o Grêmio.



Veja também