Após eliminação na Copa do Brasil, Grêmio sai em silêncio e blinda grupo de jogadores: “Vencedor”

5 de setembro de 2019 - Às 17:24
Jonathan Campos/Gazeta do Povo

A eliminação na Copa do Brasil para o Athletico após a vitória por 2 a 0 no jogo de ida atingiu em cheio o vestiário do Grêmio na Arena da Baixada. Na entrevista coletiva após a partida, Renato Gaúcho demonstrou irritação com algumas perguntas e também certo abatimento. O treinador reconheceu que o time “não jogou nada”, mas evitou criticar abertamente os jogadores. Pelo contrário, tratou de dar forças ao grupo.

Os jogadores cruzaram a zona mista sem falar com a imprensa, enquanto Renato concedia entrevista. Coube ao próprio treinador e aos dirigentes a avaliação da derrota por 2 a 0 para o Athletico no tempo normal e por 5 a 4 nos pênaltis. Antes mesmo de avaliar os motivos da derrota, Renato começou a remobilizar o grupo para o que resta no ano: Libertadores e Brasileirão.

– Não adianta ficar aqui lamentando a noite toda. Falei, nestas horas queremos sumir, ficar em uma ilha deserta. Como comandante, tenho que colocar a cara aqui para bater, defender meu grupo. Ainda parabenizo meu grupo, porque é vencedor. Perdemos hoje (quarta-feira), estamos tristes, mas aprendemos com as vitórias e com as derrotas também – disse o técnico.

– Tenho maior orgulho de fazer parte desse grupo, dos jogadores que compõe esse elenco. Não é só na vitória que temos que dar tapinha nas costas. São jogadores que deram muito para o clube. Vamos nos lembrar daqui a alguns anos das vitórias. Diretoria, de futebol e no geral, temos orgulho destes jogadores, e convicção que darão muitas alegrias ao Grêmio – completou o diretor de futebol Alberto Guerra.

O vice de futebol Duda Kroeff afirmou que haverá cobranças internas pela atuação do time em Curitiba, mas ressaltou que não há clima de terra arrasada. O ex-presidente lembrou que em 2017, após cair na Copa do Brasil diante do Cruzeiro, o Grêmio foi campeão da Libertadores. O Tricolor segue vivo na competição sul-americana e encara o Flamengo nas semifinais.

– A avaliação é essa. Não jogamos bem, tivemos uma noite ruim. Não é hora da cobrança ainda, nesse momento, estamos muito, muito chateados. É hora de ter calma. Temos a Libertadores pela frente. Em 2017 nós perdemos a Copa do Brasil nos pênaltis e depois ganhamos a Libertadores. Não estou dizendo que vai acontecer de novo, mas pode acontecer. Não é hora de cobrança. Ao longo da semana naturalmente vai acontecer – disse Kroeff.

Fora da Copa do Brasil, o Grêmio se volta para o Campeonato Brasileiro. A delegação tricolor viaja direto de Curitiba para Belo Horizonte, onde encara o Cruzeiro no domingo, pela 18ª rodada. Sem compromisso no meio da próxima semana, Renato terá chance de escalar força máxima para buscar a recuperação. O time é o 11ª na tabela, com 22 pontos.



Veja também